Ajax FC

75 Títulos Oficiais
3.7 Milh√Ķes de Torcedores
Ajax FC é um clube lendário!
FOOTBALL CLUB AJAX Amasterd√£ - Holanda
Fundação 17 de março de 1900
Est√°dio / Capacidade Johan Cruyff Arena / 54.990
Apelidos Godenzonen (Filhos dos Deuses)
Principais rivais PSV / Feyenoord
Apelido da torcida Jordens
Mascote Raposa Lucky Ajax
UEFA Champions League

1970-1971, 1971-1972, 1972-1973, 1994-1995

Mundial de Clubes

1972, 1995

Títulos conquistados pelo clube

Títulos Mundiais

Competição Títulos Temporada
Copa Intercontinental 2 1972, 1995

Títulos Continentais

Competição Títulos Temporada
Liga dos Camp√Ķes 4 1970-1971,1971-1972, 1972-1973 e 1994-1995
Copa da UEFA 1 1991-1992
Recopa Europeia 1 1986-1987

Títulos Nacionais

Competição Títulos Temporada
Campeonato Holandês 35 1918, 1919, 1931, 1932, 1934, 1937, 1939, 1947, 1957, 1960, 1966, 1967, 1968, 1970, 1972, 1973, 1977, 1979, 1980, 1982, 1983, 1985, 1990, 1994, 1995, 1996, 1998, 2002, 2004, 2011, 2012, 2013, 2014, 2019, 2021
Copa dos Países Baixos 20 1917, 1943, 1961, 1967, 1970, 1971, 1972, 1979, 1983, 1986, 1987, 1993, 1998, 1999, 2002, 2006, 2007, 2010, 2019, 2021
Supercopa dos Países Baixos 9 1993, 1994, 1995, 2002, 2005, 2006, 2007, 2013 e 2019

História

Ajax FC, uma filosofia de jogo!

Ajax FC é uma Lenda do Futebol!

Amsterdamsche Football Club Ajax, ou simplesmente Ajax FC, como é mais conhecido em territórios brasileiros, é o maior clube de futebol da Holanda e, também, um dos mais importantes do mundo. Sua filosofia de jogo rompeu barreiras e fronteiras, sendo admirado até os dias de hoje como um modelo a ser seguido.

Com 35 conquistas do Campeonato Holandês, a Eredivise, é o clube da Holanda que mais vezes venceu o principal campeonato nacional do país, além de ser o detentor de 20 títulos da Copa da Holanda. Mas as conquistas não se restringe apenas no cenário nacional, já que o Ajax FC já conquistou a tão disputada Champions League por quatro oportunidades.

Base e um estilo de jogo √ļnico!

Ao longo de  sua história, o Ajax FC ficou famoso por duas coisas: revelar bons jogadores e ter uma filosofia de jogo que sempre prioriza o futebol ofensivo. Johan Cruyff, John Neeskens, Marco van Basten, Frank Rijkaard, Clarence Seedorf, são apenas alguns dos grandes jogadores que foram forjados em uma das bases mais prolíficas do mundo.

Em busca de um futebol que sempre optou por jogar bonito, ofensivo e com muita variação tática, o Ajax FC é uma das principais referências até os dias de hoje. Pep Guardiola, revolucionário treinador do FC Barcelona entre os anos de 2008 e 2011, bebeu direto da fonte holandesa quando, como jogador do próprio clube catalão, foi alçado ao time profissional e treinado por Johan Cruyff.

Fundação e as primeiras décadas do Ajax FC

Primeiro time do Ajax

Como o futebol tornava-se cada vez mais popular na Holanda no final do s√©culo 19, foi em 18 de mar√ßo de 1900, na cidade de Amsterd√£, que um grupo de amigos resolveu fundar um novo clube no pa√≠s. Na hora de escolher o nome da equipe pensaram em uma homenagem para √Ājax, o Grande, um her√≥i da mitologia grega. E seria desta forma que surgiria o Amsterdamsche Football Club Ajax, ou simplesmente Ajax FC.

Judeu: Apelido carinhoso, para f√ļria dos antissemitas!

Um dos apelidos do Ajax FC √© de “Joden“, o que na tradu√ß√£o significa “Judeu”. Este apelido se deu no per√≠odo de p√≥s Segunda Guerra Mundial (1939-1945), j√° que as equipes que enfrentavam o Ajax FC tinham que atravessar um bairro Judeu em Amsterd√£, como √ļnica forma de chegar ao Est√°dio do clube. Com isso, os pr√≥prios torcedores acabaram gostando do apelido e adotaram a imagem. Inclusive, no final do s√©culo XX, eles passaram e frequentar as partidas do clube com bandeiras de Israel.

1900 Р1920: As primeiras décadas e a primeira conquista 

Apesar da fundação do clube ser do ano de 1900, período de apenas um futebol amador em um esporte que começava a ganhar mais espaço no mundo, demorou até que o Ajax FC realmente começasse a ser reconhecido dentro da própria Holanda. Porém, quando o time começou a se destacar, não pararia mais. A primeira conquista veio no ano de 1916, com o título da Copa dos Países Baixos. Na temporada seguinte viria o primeiro título do Campeonato Holandês, e chegou em meio a uma dobradinha Рjá que na temporada seguinte, em 1917, o clube já levantaria o bicampeonato holandês.

Jack Reynolds: O pioneiro do Futebol Total!

Jack Reynolds pioneiro no futebol do Ajax

Se o futebol praticado pelo Ajax FC tem um início, ele acontece com o técnico inglês Jack Reynolds. Com um papel fundamental na história do clube, Reynolds teria três passagens pelo clube, entre os anos de 1915 e 1947. No total Рe dirigindo o clube Рcontabilizou mais de 20 anos na ajuda de uma revolução dentro do time holandês, sentida até os dias de hoje.

Foi com ele que o Ajax FC iniciou sua mentalidade do t√£o conhecido e reconhecido “Futebol Total“. A busca desta filosofia nada mais √© do que sempre aplicar um futebol agressivo e em dire√ß√£o ao gol do advers√°rio. Este estilo seria a grande inspira√ß√£o do ent√£o, mais reconhecido treinador na hist√≥ria do clube e do futebol holand√™s, a lenda Rinus Michels.

Pelos “Filhos dos Deuses”, outro apelido do Ajax, Jack Reynolds teve oito conquistas de Campeonatos Holandeses, al√©m da primeira Copa da Holanda do clube.

1965: Rinus Michels revoluciona a história do Ajax FC!

Após se consagrar em campo como jogador do Ajax FC entre os anos de 1946 a 1958, onde atuou por 264 partidas com 122 gols, Rinus Michels iniciaria sua carreira como técnico em 1963 pelo Asser Boys. Depois ainda passou por JOS e AFC, antes de chegar ao clube onde já era ídolo como jogador, na temporada de 1965. Chegou com a missão de levar o time as glórias e sob a inspiração do seu mestre Jack Reynolds.

Rinus Michels foi multicampe√£o no Ajax

Não demorou muito para, sob seu comando, uma geração de ouro surgir e ser lapidada no clube. Entre eles e principalmente, os míticos Johan Cruyff e Johan Neeskens. Era um período turbulento para o Ajax, quando a equipe andava pela parte debaixo da tabela para revolucionar e se tornar o principal time da Holanda, com muitas e incríveis conquistas. Com Rinus Michels no comando foram quatro Eredivise, três Copas da Holanda e uma Champions League, a principal competição da Europa, superando então clubes com muito mais tradição que o Ajax FC.

Para compreender o poder do que foi criado ali, vale ressaltar que o Ajax FC não seria apenas campeão da Champions League, mas tricampeão da principal e mais destemida competição entre clubes da Europa (de 1970 a 1973). Porém, o técnico deixaria o comando do clube ainda em 1971, para seguir rumo ao Barcelona, e também comandar a seleção da Holanda no mundial de 1974, quando levaria o selecionado Рpraticamente formada pela base do Ajax Рaté a final da Copa do Mundo.

Ali, foram derrotados pela anfitri√£ Alemanha, de Franz Beckenbauer, mas a Holanda ficaria marcada para sempre com um futebol inovador apelidados como a Laranja Mec√Ęnica. Michels ainda retornaria ao Ajax FC em 1975, onde ficaria at√© a temporada seguinte.

Champions 1969: Primeira final e derrota para o AC Milan!

O Ajax FC j√° havia se consolidado como um dos principais clubes do futebol da Holanda, por√©m, ainda faltava uma conquista de n√≠vel internacional para concretizar aquele crescimento. E Rinus Michels e seu time queriam mostrar a Europa e ao mundo do porque serem t√£o vangloriados em terras holandesas. A busca seria pela Copa dos Campe√Ķes Europeus (ent√£o Champions League da √©poca), em um sistema muito mais conciso, apenas com os campe√Ķes dos principais campeonatos nacionais da Europa.

E a primeira grande aparição não demoraria para acontecer. Logo em 1969, já sob comando de Johan Cruyff, com apenas 22 anos, chegariam pela primeira vez a final do principal torneio entre clubes da Europa.

Ap√≥s passar pelo N√ľrnberg, da Alemanha (1×1 e 4×0), na primeira fase, e pelos turcos do Fenerbah√ße na segunda fase (duplo 2 a 0), o clube teria seu primeiro grande teste europeu nas quartas de finais da competi√ß√£o, quando enfrentariam ningu√©m menos do que o SL Benfica, do m√≠tico atacante Eus√©bio.

Eusébio passaria bastão de melhor jogador da Europa para Cruyff

Ajax e Benfica em confronto em 1969.

Em um dos confrontos mais lembrados em todos os tempos da Copa dos Campe√Ķes, a partida entre Benfica e Ajax n√£o colocaria somente frente a frente duas equipes em momentos diferentes, mas sim tamb√©m suas principais estrelas. Enquanto o Benfica havia sido a grande sensa√ß√£o da Europa naqueles anos 1960, com o atacante Eus√©bio um dos mais dominantes jogadores do per√≠odo, o ano de 1969 √© o in√≠cio de uma mudan√ßa de paradigmas.

O Ajax FC, com um futebol inovador, e sob a rebeldia dentro de campo de um jovem Johan Cruyff, daria os primeiros passos para ser dominante em solo europeu nos próximos anos.

Na partida de ida, e em solo holandês, o Ajax FC acabou derrotado por 3 a 1. E quando a vaga parecia ter ido para o espaço, na partida de volta, em Portugal, o time comandado por Rinus Michels e sob maestria de Cruyff deu o troco, repetindo o placar da primeira partida. No terceiro jogo, do desempate, vitória do Ajax FC por incontestáveis 3 a 0.

Nas semifinais o time holand√™s ainda passaria pelo Spartak Trnava, da Rep√ļblica Tcheca (3×0 e 0x2), com classifica√ß√£o garantida pela primeira vez a final do principal torneio da Europa. Por√©m, na final, encontraria outro gigante, o AC Milan. Com um grande time no per√≠odo, o destaque dos Rossonero era Gianni Rivera.

A equipe holandesa sentiu a pressão da primeira final e, em uma atuação desastrosa, acabaram goleados por 4 a 1, em partida realizada na cidade de Madrid, na Espanha. Pierino Prati foi o grande destaque da partida, anotando três gols para os italianos.

Os anos 1970: A Era de Ouro do Ajax FC

Ajax da década de 70 mudou a história do futebol

Ap√≥s o vice campeonato europeu na temporada de 1969, o Ajax FC acabou por desenvolver e criar uma gera√ß√£o ainda melhor para as temporadas seguintes. Utilizando jovens promessas, que inclusive seriam a base da famosa Laranja Mec√Ęnica na Copa do Mundo de 1974, al√©m dos j√° citados Johan Cuyff e Johan Neeskens, tamb√©m faziam parte do time vencedor Piet Keizer e Sjaak Swart.

Esses eram os principais nomes do time que buscou não só o primeiro título da Europa League, mas o inesperado tricampeonato europeu, para o igualar aos principais times de todos os tempos. Também foi na década de 1970 que o Ajax FC confirmou a sua supremacia no campeonato holandês, ao levantar seis vezes a Eredivise.

Champions 1971: Ajax FC finalmente conquista a Europa

Ap√≥s passar por N√ęntori Tirana, do Marrocos (2×2 e 2×0), o Basel/SUI (3×0 E 2×1) e o Celtic da Esc√≥cia (3×0 e 0x1), o time de Rinus Michels teria pela frente, e nas semifinais, o forte Atl√©tico de Madrid/ESP. E ap√≥s ser derrotado na primeira partida, na Espanha, por 1 a 0, o Ajax mostrou sua for√ßa ao n√£o dar chance para o ent√£o campe√£o espanhol, com uma vit√≥ria por 3 a 0, na Holanda. Sendo que os dois √ļltimos gols foram marcados faltando dez minutos para o fim da partida.

Na final, em partida disputada do mítico Estádio de Wembley, na Inglaterra, 90 mil torcedores compareceram para assistir a então sensação do futebol europeu, o Ajax FC, que enfrentaria a zebra Panathinaikos, da Grécia. A expectativa era para ver aquele esplendoroso time conquistar seu principal título, e dar a volta por cima após vexame na final, um ano antes.

E foi exatamente isto que aconteceu. E após Van Dijk abrir o marcador aos 5 minutos do primeiro tempo, o time do Ajax FC conseguiu controlar a partida, e faltando três minutos para o apito final, ainda decretaria a vitória com Haan, faltando três minutos. Era a primeira Champions League daquele já histórico time dos Judeus!

Um ano depois, e contra a Inter de Milão, Ajax FC é bicampeão!

No ano seguinte, e ainda que j√° estivesse sem o t√©cnico Rinus Michels, o Ajax FC j√° entrava como um dos favoritos na Europa League. Com o romeno¬†»ėtefan Kov√°cs no comando, a busca era por fazer mais hist√≥ria e na busca do bicampeonato Europeu. A caminhada come√ßou contra o Dynamo Dresden (2×0 e 0x0) e o Olympique de Marseille/FRA (2×1 e 4×1). Nas quartas de finais, teria pela frente o ent√£o campe√£o da Inglaterra, o Arsenal FC. Vit√≥rias em casa por 2 a 1, e pelo placar m√≠nimo, 1 a 0, fora de casa.

Nas semifinais, teria pela frente mais uma vez o Benfica, em mais um complicado confronto. Após Swart anotar o gol da vitória na partida de ida, na Holanda, este gol garantiria o Ajax FC em sua terceira final seguida de Champions League, já que a partida terminou empatada por 0 a 0.

Contra a fortíssima Internazionale de Milão, de jogadores como Sandro Mazzola e Jair da Costa, os holandeses puderam ser empurrados pelos torcedores, já que a partida foi disputada no Estádio De Kuip, em Roterdã, na Holanda. Com dois gols do gênio Johan Cruijff, a equipe holandesa conquistaria a Europa novamente, pela segunda vez consecutiva.

Champions 1973: Para fechar ciclo, Ajax FC é tricampeão europeu!

Final histórica e tricampeonato para o Ajax

Ap√≥s fazer hist√≥ria com o bicampeonato europeu, o Ajax FC queria mais, e era a hora de buscar o tricampeonato da Europa. Dessa vez, o clube j√° iniciou na segunda fase da competi√ß√£o, e bateu f√°cil o CSKA September Flag, da Bulg√°ria (3×1 e 3×0).

Nas quartas de finais teria pela frente outro time que era destaque na Europa e, nos anos seguintes, substituiria o time holandês como protagonista da competição europeia, o Bayer de Munique de Franz Beckenbauer e Gerd Muller. Mas o time holandês não deu chance e, logo na partida de ida, na Holanda, surpreendente goleada por 4 a 0. Na partida de volta, na Alemanha, derrota por 2 a 1.

Na semifinal outro gigante do futebol europeu, o poderoso Real Madrid/ESP. Na partida de ida, na Holanda, 2 a 1 para o time da casa. J√° na partida de volta, e ainda em um confronto aberto,¬†Gerrie M√ľhren¬† anotou o √ļnico gol da partida, em vit√≥ria que colocou qualquer pretens√£o do time Merengue de voltar a final da Champions League, ap√≥s uma d√©cada de 1950 esplendorosa. Na final, o advers√°rio seria mais um gigante europeu, agora a Juventus/ITA.

Contra um time que tinha grandes jogadores como Dino Zoff e F√°bio Capello, Johnny Rep abriria o placar logo aos 5 minutos de jogo para o Ajax FC. E ningu√©m conseguiria tirar aquele t√≠tulo da fant√°stica gera√ß√£o do Ajax, que marcaria para sempre a hist√≥ria com o tricampeonato europeu. Seria tamb√©m a √ļltima vez que Johan Cruyff disputaria a competi√ß√£o com aquela gera√ß√£o, j√° que no mesmo ano acertaria a sua transfer√™ncia para o FC Barcelona.

Johan Cruyff: O maior jogador na história do Ajax FC!

Johan Cruyff n√£o foi apenas o maior jogador de futebol da Holanda e da sele√ß√£o holandesa. Ele foi tamb√©m um dos melhores e mais revolucion√°rios jogadores que surgiram no mundo. Desfilando o seu futebol total, praticamente atuando por todas as posi√ß√Ķes das quatro linhas, em campo ele ficou marcado por ser o l√≠der de uma gera√ß√£o √ļnica de seu pa√≠s.

Com a camisa do Ajax FC, onde fez toda a sua categoria de base (de 1957 a 1964), Cruyff estreou entre os profissionais no ano de 1964, então com 17 anos de idade, ficando em sua primeira passagem até a temporada de 1973. Ele ainda voltaria em 1981, quando ficaria por mais duas temporadas, até 1983. No total de suas passagens, atuou em 367 partidas, com 270 gols anotados e muitas conquistas. Além do tricampeonato da Europa League, levantou ainda nove Campeonatos Holandês e seis Copas da Holanda.

O bom desempenho dentro das quatro linhas pelo Ajax, ainda rendeu para ele três Bolas de Ouro, prêmio dado ao melhor jogador da Europa, nas temporadas de 1971, 1973 e 1974. Foi um gigante inestimável de sua geração que tinha, ainda, outros craques como Franz Beckenbauer, Gerd Muller, George Best, Eusébio, Gianni Rivera, isso só para contar jogadores europeus.

Ap√≥s pendurar as chuteiras, Johan Cruyff ainda assumiu o comando t√©cnico da equipe entre os anos de 1985 at√© 1988. Como reconhecimento por toda a hist√≥ria dentro do clube, o Ajax FC acabou por aposentar a camisa de N√ļmero 14, n√ļmero escolhido por ele para atuar e que vestiu nas principais conquistas.

Década de 1980: Perde o protagonismo na Europa

Craques que fizeram a história do Ajax: Van BAsten, Cruyff e Rijkaard

Após uma década de 1970 mágica e conquistando praticamente tudo o que disputou, a década de 1980 ficou marcada, inicialmente, sem o mesmo protagonismo europeu por parte do Ajax FC. Porém, com as conquistas de cinco Campeonatos Holandeses e três Copas da Holanda no período, ainda dominava o futebol na Holanda, ao lado dos rivais PSV Eindhoven e do Feyenoord Rotterdam.

Apesar dessa falta de protagonismo na Europa, a década de 1980 também seria pródiga para o clube no surgimento de novos craques. Os dois mais famosos, Marco van Basten e Frank Rijkaard, revelados pelo Ajax FC, mas que em seguida partiriam juntos ao AC Milan, onde se juntaram a outro holandês, Ruud Gullit, para formar um dos maiores trios na história do futebol italiano.

Também vale destacar novamente o retorno de Johan Cuyff ao clube em 1981, já com 34 anos. Ele ficaria até 1983, quando partiria para atuar pelo rival Feyenoord, onde encerraria a carreira.

Em 1987, vence a UEFA European Cup Winners’ Cup

Na temporada de 1986-1987, o Ajax FC buscava o seu primeiro t√≠tulo da¬†UEFA European Cup Winners’ Cup¬†(ou Ta√ßa dos Clubes Vencedores de Ta√ßas), conhecida como a Recopa Europeia. Nas primeiras fases, o clube holand√™s sobrou na competi√ß√£o, batendo os turcos do Bursaspor (2 a 0 e 5 a 0), e os gregos do Olympiakos (4 a 0 e 1 a 1).

Nas quartas de finais, um susto., derrota por 1 a 0 na Suécia, contra o Malmö FF. Porém, na volta, os holandeses venceram por 3 a 1. Logo depois, e na semifinal, o adversário seria o Real Zaragoza. Na Espanha, o Ajax levou a melhor por 3 a 2, e na Holanda simplesmente estraçalhou o time espanhol por 3 a 0.

Na grande decis√£o, o advers√°rio foi o FC Lokomotive Leipzig, da Alemanha. Em jogo disputado no Est√°dio ol√≠mpico de Atenas, na Gr√©cia, o atacante Marco van Basten foi o autor do √ļnico gol da partida, do t√≠tulo, aos 21 minutos do primeiro tempo.

Década de 1990: Surge mais uma geração dourada 

Os anos de 1990 se tornaram novamente históricos para o Ajax. Agora sob o comando de Louis van Gaal, a equipe mesclou a experiência de Frank Rijkaard e Danny Blind, com excelentes nomes que surgiram das categorias de base do clube como Edgar Davids, Edwin van der Sar, Clarence Seedorf, Marc Overmars, Patrick Kluivert e os irmãos gêmeos Frank e Ronald De Boer.

Foram cinco conquistas de Campeonatos Holandeses (inclusive um invicto na temporada 1994-1995), três Copas da Holanda, três Supercopa da Holanda, uma Champions League, uma Copa da Uefa, uma Supercopa da Uefa e um Mundial de Clubes. Foram títulos que não acabavam mais, para outra geração que colocou o clube na mira dos mais poderosos da Europa.

Louis van Gaal ficou no comando do clube até a temporada de 1997, quando decidiu se transferir para o Barcelona. Três anos depois, ele ainda assumiu pela primeira vez o comando da Seleção Holandesa.

Champions 1995: Contra o Milan, Ajax FC conquista o tetra

Ajax FC foi campe√£o da Champions em 1995.

Com uma nova geração de ouro, praticamente surgidos nas categorias de base do clube, o Ajax FC buscava o tetracampeonato da Champions League em 1995, 21 anos depois do tricampeonato. Na fase de grupos, os holandeses avançaram em primeiro lugar com quatro vitórias e duas derrotas, em um grupo com Milan, Red Bull Salzburg e AEK.

Nas quartas de finais enfrentaram o Hajduk Split, da Cróacia. Nas quartas de finais encontraram o super Bayern de Munique, de Lotthar Matthaus. Após empate sem gols na primeira partida, um verdadeiro show na partida de volta, aplicando sonoro 5 a 2, com show do finalandês Jari Litmanen, que anotou dois gols.

Na decisão, o adversário era o italiano do Milan, mesmo clube para o qual havia perdido o título da Europa League em 1969, na primeira vez que o clube foi a uma final europeia. Era o momento da revanche. Os italianos chegaram mordidos já que, na fase de grupos, haviam perdido as duas partidas. Em uma partida muito equilibrada, o Milan era o atual campeão, o gol do título do Ajax FC aconteceu aos 85 minutos de partida, com o jovem matador Patrick Kluivert. O palco da decisão foi o Estádio Ernst-Happel-Stadion, em Viena.

Mundial 1995: Contra o brasileiro Grêmio, Ajax FC é campeão do mundo

Ajax e Grêmio jogaram em 1995.

O Mundial de Clubes de 1995, denominado como Copa Intercontinental, era a primeira oportunidade do Ajax conquistar o mundo, já que nas outras três conquistas de Champions League ainda não existia a competição. O adversário era o Grêmio, do Brasil, comandado por Luiz Felipe Scolari.

De um lado, Van der sar, Frank e Ronald de Boer, Davids, Kluivert, Overmars e companhia, enquanto do outro, Danrlei, Arce, Paulo Nunes e Jardel. O duelo foi movimentado, mas acabou terminando sem gols. Nas penalidades máximas, Kluivert desperdiçou, mas Dinho e Arce também perderam pelo lado dos brasileiros. O Ajax conquistou assim o mundo pela primeira vez.

O Século XXI do Ajax FC

Luis Suarez um dos grandes jogadores do Ajax do século XXI

Após a virada de século XX para o século XXI, o Ajax FC acabou perdendo um pouco de espaço no futebol europeu, principalmente pela questão financeira de outros centros como, Espanha, Itália, Alemanha e Inglaterra, terem muito mais investimentos. Porém, seguiu revelando e contratando jovens promessas que acabaram por se tornar alguns dos principais jogadores do mundo. Além dos holandeses Van der Vaart e Wesley Sneijder, também passaram pelo clube dois dos principais atacantes do século até aqui: Zlatan Ibrahimovic e Luís Suárez.

A escola de forma√ß√£o foi mantida, e al√©m de jovens jogadores sendo revelados, em campo o estilo do futebol total alterou um pouco para um futebol ainda mais moderno e f√≠sico. Nos t√≠tulos, a equipe viu o rival PSV equilibrar as competi√ß√Ķes por diversas temporadas.

Mas mesmo assim, e até aqui já foram sete títulos do Campeonato Nacional, cinco Copas da Holanda e seis Supercopas da Holanda até o ano de 2020. Além disso, o pentacampeonato da Champions League ficou perto na temporada 2019, onde com um time muito jovem caiu nas semifinais para o time inglês do Tottenham Hotspur.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado.