Ajax FC

75 Títulos Oficiais
3.7 Milhões de Torcedores
Ajax FC é um clube lendário!
FOOTBALL CLUB AJAXAmasterdã - Holanda
Fundação 17 de março de 1900
Estádio / Capacidade Johan Cruyff Arena / 54.990
Apelidos Godenzonen (Filhos dos Deuses)
Principais rivais PSV / Feyenoord
Apelido da torcida Jordens
Mascote Raposa Lucky Ajax
UEFA Champions League

1970-1971, 1971-1972, 1972-1973, 1994-1995

Mundial de Clubes

1972, 1995

Títulos conquistados pelo clube

Títulos Mundiais

Competição Títulos Temporada
Copa Intercontinental 2 1972, 1995

Títulos Continentais

Competição Títulos Temporada
Liga dos Campões 4 1970-1971,1971-1972, 1972-1973 e 1994-1995
Copa da UEFA 1 1991-1992
Recopa Europeia 1 1986-1987

Títulos Nacionais

Competição Títulos Temporada
Campeonato Holandês 35 1918, 1919, 1931, 1932, 1934, 1937, 1939, 1947, 1957, 1960, 1966, 1967, 1968, 1970, 1972, 1973, 1977, 1979, 1980, 1982, 1983, 1985, 1990, 1994, 1995, 1996, 1998, 2002, 2004, 2011, 2012, 2013, 2014, 2019, 2021
Copa dos Países Baixos 20 1917, 1943, 1961, 1967, 1970, 1971, 1972, 1979, 1983, 1986, 1987, 1993, 1998, 1999, 2002, 2006, 2007, 2010, 2019, 2021
Supercopa dos Países Baixos 9 1993, 1994, 1995, 2002, 2005, 2006, 2007, 2013 e 2019

História

Ajax FC, uma filosofia de jogo!

Ajax FC é uma Lenda do Futebol!

Amsterdamsche Football Club Ajax, ou simplesmente Ajax FC, como é mais conhecido em territórios brasileiros, é o maior clube de futebol da Holanda e, também, um dos mais importantes do mundo. Sua filosofia de jogo rompeu barreiras e fronteiras, sendo admirado até os dias de hoje como um modelo a ser seguido.

Com 35 conquistas do Campeonato Holandês, a Eredivise, é o clube da Holanda que mais vezes venceu o principal campeonato nacional do país, além de também ser o detentor de 20 títulos da Copa da Holanda. Mas as conquistas não se restringe apenas no cenário nacional, já que o Ajax FC já conquistou a tão disputada Champions League por quatro oportunidades.

Ao longo de  sua história, o Ajax ficou famoso por, e principalmente, duas coisas: revelar bons jogadores e ter uma filosofia de jogo que sempre prioriza o ataque. Johan Cruyff, Neeskens, Marco van Basten, Frank Rijkaard, Clarence Seedorf, são apenas alguns dos exemplos de grandes jogadores que foram forjados na base e no profissional do Ajax FC.

Em busca de um futebol que sempre optou por jogar bonito, ofensivo e com muita variação tática, o Ajax é uma das principais referências até os dias de hoje. Pep Guardiola, revolucionário treinador do Barcelona entre os anos de 2008 e 2011, bebeu direto da fonte holandesa quando, como jogador do próprio clube catalão, foi treinado por Cruyff. Mas essa história vem de muitas décadas antes, ainda no início do século 20, quando da fundação e do início do Ajax FC.

Fundação e as primeiras décadas do Ajax FC

Primeiro time do Ajax

Em 18 de março de 1900, na cidade de Amsterdã, capital da Holanda, como o futebol tornava-se cada vez mais popular no país, um grupo de amigos resolveu fundar um novo clube. Na hora de escolher o nome da equipe, pensaram em uma homenagem para Ájax, o Grande, um herói da mitologia grega. Dessa forma, surgiu o Amsterdamsche Football Club Ajax.

Judeu: Apelido carinhoso para a fúria dos antissemitas

Um dos apelidos do Ajax FC é de “Joden”, o que na tradução significa “Judeu”. Este apelido se deu no período de pós Segunda Guerra Mundial, já que as equipes que enfrentavam o Ajax tinham que atravessar um bairro Judeu em Amsterdã, como única forma de chegar ao Estádio do clube. Com isso, os próprios torcedores acabaram gostando do apelido e adotaram a imagem. Inclusive, no final do século XX, eles passaram e frequentar as partidas do clube com bandeiras de Israel.

1900 – 1920: As primeiras décadas e a primeira conquista 

Apesar da fundação do clube no ano de 1900, período de apenas futebol amador, um esporte que começava a ganhar espaço em todo o mundo, e demorou um pouco para o Ajax realmente começar a ser reconhecido dentro da Holanda. Porém, quando começou não parou mais. A primeira conquista veio em 1916, com o título da Copa dos Países Baixos. Na temporada seguinte, veio o primeiro título do Campeonato Holandês, e ele chegou em meio a uma dobradinha, já que na temporada seguinte o clube já levantou o bicampeonato holandês.

Jack Reynolds: O pioneiro do Futebol Total!

Jack Reynolds pioneiro no futebol do Ajax

Se o futebol praticado pelo Ajax FC tem um início, ele acontece com o técnico inglês Jack Reynolds. Com um papel fundamental na história do clube, ele contou com três passagens pelo Ajax, entre os anos de 1915 e 1947, mas que no total e dirigindo o clube, contabilizou mais de 20 anos na revolução do time holandês.

Foi com Reynolds que o Ajax iniciou sua mentalidade do tão conhecido e reconhecido “futebol total”. A busca desta filosofia é sempre aplicar um futebol agressivo e em direção ao gol do adversário, num estilo que foi a grande inspiração do, talvez mais reconhecido treinador do clube, a lenda Rinus Michels.

Pelos “Filhos dos Deuses”, outro apelido do Ajax FC, Jack Reynolds teve oito conquistas de Campeonatos Holandeses, a Eredivise, além da primeira Copa da Holanda do clube.

1965: Rinus Michels revoluciona a história do Ajax

Após se consagrar em campo como jogador do Ajax FC, entre os anos de 1946 a 1958, onde atuou por 264 partidas e anotou 122 gols, Rinus Michels iniciou sua carreira de técnico em 1953 pelo Asser Boys. Depois ainda passou por JOS e AFC, antes de chegar ao clube onde brilhou quando atleta na temporada de 1965. Chegou com a missão de levar o time as glórias e sob a inspiração do seu mestre Jack Reynolds.

Rinus Michels foi multicampeão no Ajax

E não demorou muito para, sob o seu comando, uma geração de ouro surgir no Ajax, entre eles os míticos Johan Cruyff e Johan Neeskens. Em um período um pouco turbulento, a equipe saiu da zona dos desacreditados e começou a conquistar títulos após títulos. Com Michels no comando foram quatro Eredivise, três Copas da Holanda e uma Champions League, principal competição e contra as mais fortes equipes da Europa.

Para se entender o poder do que foi criado ali, vale ressaltar que o Ajax foi tricampeão da UEFA Champions League de forma seguida (de 1970 a 1973), porém o técnico deixou o comando do clube em 1971 para seguir rumo ao Barcelona. Também comandou a Holanda em 1974, com uma seleção praticamente formada pela base do Ajax e que ficou conhecida como Laranja Mecânica. Ele ainda retornaria ao clube em 1975, para ficar ate a temporada seguinte.

Maior jogador da história da Holanda, Johann Cruyff foi revelado por Michels no Ajax e – mais do que isso – quando virou técnico, Cruyff deu sequência ao legado de seu mestre.

Champions 1969: Primeira final e derrota para o Milan!

O Ajax FC já havia se consolidado como um dos maiores clubes da Holanda, porém, faltava uma conquista de nível internacional em sua galeria para também se destacar no nível continental. Com Johan Cruyff em campo, e Rinus Michels no comando, a equipe iniciou a busca pela tão sonhada Champions League e ela quase aconteceu em 1969.

O primeiro adversário foi o Nürnberg, da Alemanha. Fora de casa, empate por 1 a 1. Na volta, uma goleada por 4 a 0 que classificou o time holandês. Na segunda fase, contra os turcos do Fenerbahçe, duplo 2 a 0 e vaga assegurada com tranquilidade. Nas quartas de finais encontrou o Benfica do mítico Eusébio.

Ajax e Benfica em confronto em 1969.

Na ida, e em solo holandês, o Ajax foi derrotado por 3 a 1. E quando a vaga parecia ter ido para o espaço, na partida de volta, em Portugal, o time comandado por Johan Cuyff deu o troco, repetindo o placar da primeira partida. No terceiro jogo, e do desempate, vitória do Ajax FC por 3 a 0.

Nas semifinais, contra o Spartak Trnava, vitória por 3 a 0 na primeira partida em casa, e derrota por 2 a 0 na República Tcheca, mas a classificação garantida. Com isso os holandeses estavam classificados para a sua primeira grande final internacional, e o adversário seria o Milan de um grande time, com destaque para Gianni Rivera. Porém, a equipe holandesa sentiu a pressão na final, e em uma atuação desastrosa foi goleado pelo time italiano por 4 a 1, em partida realizada na cidade de Madrid, na Espanha. Pierino Prati foi o grande destaque da partida, anotando três gols para os italianos.

Década de 1970: A Era de Ouro do Ajax FC

Ajax da década de 70 mudou a história do futebol

Após o vice campeonato europeu, o Ajax FC acabou por desenvolver e criar uma geração ainda melhor para as temporadas seguintes. Utilizando jovens promessas, que inclusive seriam a base da famosa Laranja Mecânica na Copa de 1974, além de Johan Cuyff, também faziam parte do vencedor time Piet Keizer, Sjaak Swart e Johan Neeskens. Esses eram os principais nomes do time que buscou não só o primeiro título da Europa League (depois seria Champions League), mas o inesperado tricampeonato europeu.

Também foi na década de 1970 que o Ajax confirmou a sua supremacia em holandês ao levantar seis vezes o Campeonato Holandês.

Champions 1971: Ajax conquista a Europa pela 1ª vez 

Iniciando a sua trajetória, o Ajax empatou no Marrocos por 2 a 2 com o 17 Nëntori Tirana, mas venceu em casa por 2 a 0. Na segunda fase, o adversário foi o Basel, da Suíça, e as vitórias por 3 a 0 e 2 a 1 foram com tranquilidade. Em seguida, contra o Celtic, da Escócia, 3 a 0 na primeira partida, fundamental para a vaga. Na volta, derrota por 1 a 0.

Nas semifinais o adversário foi o Atlético de Madrid, que venceu na ida por 1 a 0 na Espanha. Porém, o Ajax mostrou a sua força em casa e venceu por 3 a 0, contando com dois gols nos últimos minutos.

Na final, em Wembley, Inglaterra, 90 mil pessoas estiveram nas arquibancadas para assistir Ajax e Panathinaikos da Grécia. Van Dijk abriu o placar aos 5 minutos do primeiro tempo, e Haan fez o gol do título nos três minutos finais. Era a primeira Champions League dos Judeus.

Champions 1972: Contra a Internazionale de Milão, Ajax FC é bicampeão!

No ano seguinte, o Ajax buscava o bicampeonato. A equipe começou a sua caminhada contra o Dynamo Dresden, vencendo na ida por 2 a 0 e empatando sem gols na volta. Já na segunda fase, 2 a 1 fora e 4 a 1 em casa contra o Marseille, da França. Nas quartas de finais o adversário foi o Arsenal, da Inglaterra. Foram mais duas vitórias, 2 a 1 em casa e 1 a 0 fora.

Na semifinal, mais uma vez um duelo contra o Benfica. Swart anotou o gol da vitória na ida, jogando na Holanda. Esse tento garantiu o clube na final, já que a volta terminou sem gols. Na final, em Roterdã, os holandeses foram empurrados pela torcida contra a Internazionale de Mazzola. Com dois gols de Cruijff, a equipe conquistou a Europa pela segunda vez seguida.

Champions 1973: Para fechar o ciclo, Ajax é tricampeão europeu

Final histórica e tricampeonato para o Ajax

Após fazer história com o bicampeonato, o Ajax queria mais, era a hora de buscar o tri. Dessa vez, o clube já iniciou na segunda fase, e bateu fácil o CSKA September Flag, da Bulgária, por 3 a 1 fora e 3 a 0 em casa. Nas quartas de finais, atropelou o Bayer de Munique na ida por 4 a 0, e acabou perdendo por 2 a 1 na Alemanha.

Na semifinal, veio o poderoso Real Madrid. Na ida, 2 a 1 na Holanda para os donos da casa. Já na volta, nova vitória, dessa vez por 1 a 0. Na final, o adversário foi a Juventus. O jogador Rep abriu o placar logo aos 4 minutos de jogo. Os italianos tentaram o empate de todas as maneiras, mas o Ajax suportou bem, garantindo o seu tricampeonato da Champions League.

Johan Cruyff: O maior jogador do Ajax FC!

Cruyff é o maior jogador da história do Ajax

Johan Cruyff não foi apenas o maior jogador de futebol da Holanda, como também um dos melhores e mais revolucionário do mundo. Desfilando o futebol total holandês, em campo ele ficou marcado por ser o líder de uma geração única em seu país. Com a camisa do Ajax FC, onde fez toda a sua categoria de base (de 1957 a 1964) ele estreou entre os profissionais em 1964, ficando em sua primeira passagem até a temporada de 1973. Voltou em 1981 e ficou até 1983.

No total, em 367 partidas, ele anotou 270 gols. Além disso, ele conquistou todos os principais títulos do clube nas décadas de 1960 e 1970, com o tricampeonato da Europa League, a Champions League da época. Levantou ainda nove Campeonatos Holandês e seis Copas da Holanda.

O bom desempenho dentro das quatro linhas pelo Ajax, ainda rendeu para ele três Bolas de Ouro, como melhor jogador da Europa, nas temporadas de 1971, 1973 e 1974. Após pendurar as chuteiras, Cruyff ainda assumiu o comando técnico da equipe entre os anos de 1985 até 1988.

Como reconhecimento por toda a história de Johan Cuyff, o Ajax FC acabou por aposentar a camisa de número 14, número escolhido por ele para atuar e que vestiu para as principais conquistas. Após ele, ninguém mais nunca usou o número 14 no clube.

Década de 1980: Perde o protagonismo na Europa

Craques que fizeram a história do Ajax: Van BAsten, Cruyff e Rijkaard

Após uma década de 1970 mágica e conquistando praticamente tudo, a década de 1980 ficou marcada, inicialmente, sem o mesmo protagonismo europeu, porém, com as conquistas de cinco Campeonatos Holandeses e três Copas da Holanda no período.

Também surgiram novos grandes nomes como Marco van Basten e Frank Rijkaard, revelados nesta década no Ajax FC e que em seguida partiram para o Milan, onde se juntaram a Ruud Gullit, para formar um dos maiores trios na história do futebol italiano. Também vale destacar novamente o retorno de Johan Cuyff ao clube, em 1981, já com 34 anos, ficando até 1983 quando partiu para o rival Feyenoord.

1987: Vence a UEFA European Cup Winners’ Cup

Na temporada de 1986-1987, o Ajax FC buscava o seu primeiro título da UEFA European Cup Winners’ Cup (ou Taça dos Clubes Vencedores de Taças), conhecida como a Recopa Europeia. Na primeira fase, o clube sobrou, vencendo os turcos do Bursaspor por 2 a 0 na ida e 5 a 0 na volta. Em seguida, 4 a 0 contra o Olympiakos na Holanda e empate por 1 a 1 na Grécia.

Nas quartas de finais, um susto., derrota por 1 a 0 na Suécia, contra o Malmö FF. Porém, na volta, os holandeses venceram por 3 a 1. Logo depois, o adversário foi o Real Zaragoza na semifinal. Na Espanha, o Ajax levou a melhor por 3 a 2, e na Holanda, a equipe holandesa ganhou por 3 a 0.

Na grande decisão, o adversário foi o FC Lokomotive Leipzig, da Alemanha, em jogo disputado no Estádio olímpico de Atenas, na Grécia. Marco van Basten foi o autor do gol do título, aos 21 minutos do primeiro tempo.

Década de 1990: Surge mais uma geração dourada 

Os anos de 1990 se tornaram novamente históricos para o Ajax. Agora sob o comando de Louis van Gaal, a equipe mesclou a experiência de Frank Rijkaard e Danny Blind, com excelentes nomes que surgiram das categorias de base do clube como Edgar Davids, Edwin van der Sar, Clarence Seedorf, Marc Overmars, Patrick Kluivert e os irmãos gêmeos Frank e Ronald De Boer.

Foram cinco conquistas de Campeonatos Holandeses (inclusive um invicto na temporada 1994-1995), três Copas da Holanda, três Supercopa da Holanda, uma Champions League, uma Copa da Uefa, uma Supercopa da Uefa e um Mundial de Clubes. Foram títulos que não acabavam mais, para outra geração que colocou o clube na mira dos mais poderosos da Europa.

Louis van Gaal ficou no comando do clube até a temporada de 1997, quando decidiu se transferir para o Barcelona. Três anos depois, ele ainda assumiu pela primeira vez o comando da Seleção Holandesa.

Champions 1995: Contra o Milan, Ajax FC conquista o tetra

Ajax FC foi campeão da Champions em 1995.

Com uma nova geração de ouro, praticamente surgidos nas categorias de base do clube, o Ajax FC buscava o tetracampeonato da Champions League em 1995, 21 anos depois do tricampeonato. Na fase de grupos, os holandeses avançaram em primeiro lugar com quatro vitórias e duas derrotas, em um grupo com Milan, Red Bull Salzburg e AEK.

Nas quartas de finais enfrentaram o Hajduk Split, da Cróacia. Nas quartas de finais encontraram o super Bayern de Munique, de Lotthar Matthaus. Após empate sem gols na primeira partida, um verdadeiro show na partida de volta, aplicando sonoro 5 a 2, com show do finalandês Jari Litmanen, que anotou dois gols.

Na decisão, o adversário era o italiano do Milan, mesmo clube para o qual havia perdido o título da Europa League em 1969, na primeira vez que o clube foi a uma final europeia. Era o momento da revanche. Os italianos chegaram mordidos já que, na fase de grupos, haviam perdido as duas partidas. Em uma partida muito equilibrada, o Milan era o atual campeão, o gol do título do Ajax FC aconteceu aos 85 minutos de partida, com o jovem matador Patrick Kluivert. O palco da decisão foi o Estádio Ernst-Happel-Stadion, em Viena.

Mundial 1995: Contra o brasileiro Grêmio, Ajax é campeão do mundo

Ajax e Grêmio jogaram em 1995.

O Mundial de Clubes de 1995, denominado como Copa Intercontinental, era a primeira oportunidade do Ajax conquistar o mundo, já que nas outras três conquistas de Champions League ainda não existia a competição. O adversário era o Grêmio, do Brasil, comandado por Luiz Felipe Scolari.

De um lado, Van der sar, Frank e Ronald de Boer, Davids, Kluivert, Overmars e companhia, enquanto do outro, Danrlei, Arce, Paulo Nunes e Jardel. O duelo foi movimentado, mas acabou terminando sem gols. Nas penalidades máximas, Kluivert desperdiçou, mas Dinho e Arce também perderam pelo lado dos brasileiros. O Ajax conquistou assim o mundo pela primeira vez.

O Século XXI do Ajax FC

Luis Suarez um dos grandes jogadores do Ajax do século XXI

Após a virada de século XX para o século XXI, o Ajax FC acabou perdendo um pouco de espaço no futebol europeu, principalmente pela questão financeira de outros centros como, Espanha, Itália, Alemanha e Inglaterra, terem muito mais investimentos. Porém, seguiu revelando e contratando jovens promessas que acabaram por se tornar alguns dos principais jogadores do mundo. Além dos holandeses Van der Vaart e Wesley Sneijder, também passaram pelo clube dois dos principais atacantes do século até aqui: Zlatan Ibrahimovic e Luís Suárez.

A escola de formação foi mantida, e além de jovens jogadores sendo revelados, em campo o estilo do futebol total alterou um pouco para um futebol ainda mais moderno e físico. Nos títulos, a equipe viu o rival PSV equilibrar as competições por diversas temporadas.

Mas mesmo assim, e até aqui já foram sete títulos do Campeonato Nacional, cinco Copas da Holanda e seis Supercopas da Holanda até o ano de 2020. Além disso, o pentacampeonato da Champions League ficou perto na temporada 2019, onde com um time muito jovem caiu nas semifinais para o time inglês do Tottenham Hotspur.

 

Referências:

https://en.wikipedia.org/wiki/Amsterdamsche_Football_Club_Ajax

https://doentesporfutebol.com.br/2016/03/afc-ajax-o-gigante-adormecido-tem-sua-forca-na-base/

https://en.wikipedia.org/wiki/Jack_Reynolds_(footballer,_born_1881)

https://en.wikipedia.org/wiki/Rinus_Michels

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1968%E2%80%9369

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1970%E2%80%9371

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1971%E2%80%9372

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1972%E2%80%9373

https://www.ogol.com.br/player.php?id=5723

https://www.torcedores.com/noticias/2020/05/cruyff-baresi-e-mais-6-numeros-aposentados-em-clubes-por-conta-de-lendas-do-futebol#:~:text=Cruyff%20%E2%80%93%20Ajax,outro%20jogador%20desde%20sua%20aposentadoria.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Vencedores_de_Ta%C3%A7as_de_1986%E2%80%9387

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_Europeia/Sul-Americana_de_1995

Maiores técnicos do clube

Maiores artilheiros do clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *