Gerd Müller

Centroavante
772 Jogos Oficiais
16 Títulos Oficiais
723 Gols Marcados
Gerd Muller é uma Lenda do Futebol.
Gerd MüllerAlemanha - Nördlingen
Nascimento 02 de novembro de 1945
Falecimento 15/08/2021
Apelidos Der Bomber
Carreira Início (1963): 1861 Nördlingen/ALE
Término (1982): Fort Lauderdale Strikers/EUA
Características Altura: 1,74m
Destro
Posição / Outras posições Centroavante
Copa do Mundo

1974

Melhor do Mundo/Bola de ouro

1970

UEFA Champions League

1973-1974,1974-1975,1975-1976

Mundial de Clubes

1976

Perfil / Estilo do jogador

Um dos maiores artilheiros do futebol mundial de todos os tempos, Gerd Müller não tinha o tipo físico ideal para a posição de centroavante. Apesar do seu porte baixo, tinha muito vigor, que unia força e uma rápida aceleração para conseguir bater marcadores adversários. Além disso, possuía um raro faro para marcar gols de todos os jeitos. Até hoje o Der Bomber é considerado um dos maiores atacantes de todos os tempos e certamente dofutebol alemão. Campeão do Mundo em 1974, quatro anos antes, 1970, foi escolhido como o melhor jogador do mundo.

Categoria de base

Data Clube    
1960-1963 1861 Nördlingen    

Clubes em que atuou

Data Clube Jogos Gols
1963-1965 1861 Nördlingen 31 51
1964-1979 Bayer de Munique 608 566
1979-1982 Fort Lauderdale Strikers 71 38

Histórico pela Seleção

Ano Seleção Jogos Gols
1966-1974 Alemanha 62 68

Conquistas por Clubes

Clube Título Temporada
Bayern de Munique Segunda Divisão Alemã 1964-1965
Bayern de Munique Bundesliga 1968–1969, 1971–1972, 1972–1973, 1973–1974
Bayern de Munique Copa da Alemanha 1965–66, 1966–67, 1968–69, 1970–71
Bayern de Munique Recopa Europeia 1966-1967
Bayern de Munique Liga dos Campeões 1973–74, 1974–75 e 1975–76
Bayern de Munique Copa Intercontinental 1976

Conquistas pela Seleção

Título Ano
Copa do Mundo 1974
Eurocopa 1972

Conquistas Individuais

Prêmio Ano Representando
Futebolista Alemão do Ano 1967,1969 Bayern de Munique
Bola de Ouro 1970 Bayern de Munique
Equipe de Estrelas da Copa do Mundo 1970 Alemanha
Equipe da Eurocopa 1972 Alemanha
Chuteira de Ouro da Copa do Mundo de 1970 1970 Alemanha
Chuteira de Ouro da Europa 1970, 1972 Bayern de Munique
Artilheiro da Bundesliga 1967, 1969, 1970, 1972, 1973, 1974, 1978 Bayern de Munique
Artilheiro da Liga dos Campeões 1973, 1974, 1975, 1977 Bayern de Munique

Desempenho

0,93
Média
Gols por jogo
0,84
Média
Títulos / Anos de carreira (Profissional)
Força
5
Passe
3
Controle de Bola
3
Drible
3
Velocidade
4
Técnica
4
Finalização
5
Condicionamento Físico
4

Biografia

Gerd Muller: Um goleador único do futebol alemão!

Gerd Muller lenda do futebol alemão

Um dos maiores artilheiros em todos os tempos do futebol mundial, Gerd Muller não possuía o tipo físico ideal para um centroavante. Considerado baixo para o atacante de área, com apenas 1,74m, porém, compensava a baixa estatura sendo truncado e forte, e com grande oportunismo para sempre deixar seu gol nas partidas. Só para se ter uma ideia, em seu melhor momento como jogador de futebol na passagem pelo Bayern Munich, de 1964 a 1979, Müller anotou incríveis 566 gols, sendo até os dias de hoje o maior artilheiro do Gigante da Baviera.

Mesmo com esse diferencial físico, ainda mais se comparado aos gigantes zagueiros alemães, Gerd Muller foi um dos atacantes mais completos em toda a história do futebol. Campeão do Mundo com a Alemanha na Copa do Mundo de 1974, ele também recebeu o prêmio de melhor jogador do mundo (a Ballon D’or) na temporada de 1970.

1963 – 1964: Vai do modesto Nördlingen para o Gigante da Baviera

Gerd Muller jovem em seu primeiro clube

Gerd Muller vivia em uma pequena cidade na região da Baviera, Nördlingen, e foi lá mesmo, inclusive com o time que leva o nome da cidade, Nördlingen 1861, que iniciou sua trajetória no futebol. Primeiro clube que ele defendeu, chegou em 1960, aos 14 anos de idade, e aos 17 anos, em 1963, estreou no time profissional onde ajudou o clube a conquistar o título da 7ª divisão do país.

E antes mesmo de jogar no profissional do Nördlingen 1861, nas categorias de base ele atingiu a impressionante marca de 180 gols em apenas uma temporada em que, todo o time, marcou 204 gols. O faro de gols de Müller veio desde muito cedo e que levou ele rapidamente a chamar a atenção de clubes maiores.

O impressionante número de gols que Gerd Muller anotou, tanto nas categorias de base quanto no time profissional do pequeno Nördlingen, logo elevaram o atleta a um patamar. Gigantes da Alemanha logo procuraram o jovem que viam um potencial diferenciado no ligeiro e oportunista atacante. E a disputa ficou entre dois clubes da cidade de Munique: o 1860 Munich e o Bayer Munich. O primeiro era o time a ser batido na Alemanha, já o segundo ainda não possuía toda a grandeza e prestigio dos dias atuais e que Müller ajudou muito a construir. Nos profissionais do Nördlingen 1861, ele marcou 51 gols em 31 partidas disputadas.

Gerd Muller se destaca no Bayern de Munique, clube que passou maior parte da carreira

Após optar pelo Bayern Munich, ele chegou ao clube na temporada de 1964, e vale ressaltar que o Bayern estava na segunda divisão do futebol alemão. Em Munique logo se tornou grande destaque e, na primeira temporada, anotou 43 gols para ajudar o clube a conseguir o acesso para a Bundesliga.

No Bayern Munich, Gerd Muller participou de uma jovem geração que daria conquistas não somente para o Bayern como também para a seleção alemã. Ao lado dele estavam Franz Beckenbauer e Sepp Maier, entre outros, referências deste período para o futebol alemão e mundial.

1964: No Bayern Munich, Gerd Muller se junta a Beckenbauer e Sepp Maier

GERD muller e outras lendas do Bayern de Munique

A carreira de Gerd Muller no Bayern Munich começou num período que o clube não estava entre os cotados para levantar troféus. E sob essa perspectiva, o atacante foi crescendo junto com a equipe, até o Bayern se tornar uma potência na Alemanha e mundial, e ele se consagrar como um dos maiores goleadores de sua geração.

E logo que ele chegou foi a peça decisiva que faltava para o elenco dos bávaros. Muller já passou a atuar com dois jovens promissores que era o goleiro Sepp Maier (20 anos) e o, até então, volante Franz Beckenbauer (19 anos). Esta parceria não demorou muito para se mostrar de sucesso, e o Bayern passou rapidamente a ser conhecido, mas também temido por seus adversários na Alemanha e Europa.

Difícil início com o técnico Zlatko “Czik” Čajkovski

Porém, o começo da trajetória de Gerd Muller no Bayern Munich são foi somente flores. O técnico Zlatko “Czik” Čajkovski não era muito favorável com a titularidade de Muller. Demorou um tempo até que o atacante ganhasse a confiança e fosse escalado no time titular pelo treinador. A maior pressão se deu pela diretoria que acreditava em seu potencial. Dai a situação mudou.

Para “Czik”, Muller era muito baixo e gordo demais para atuar em alto nível como centroavante dos bávaros. Sua proposta para a direção era que o clube precisava de um atacante mais moderno para a posição. Mas Gerd Muller deu sua resposta dentro de campo, e na estreia no Bayern Munich marcou dois gols e logo caiu nas nas graças da comissão técnica e da torcida. Cada partida ele provava ser um atacante de primeira linha, e essencial pra o Bayern.

1966: Gerd Muller estreia pela seleção Alemã 

Ainda buscando espaço entre os grandes do futebol alemão, o recém promovido Bayern Munich terminou a Bundesliga entre os primeiros colocados, porém, viu o 1860 Munich, seu rival local, ser o campeão daquela temporada. As atuações goleadoras e explosivas de Gerd Muller logo chamou a atenção do comando técnico da seleção alemã. Mas infelizmente isso foi apenas depois do mundial de 1966, quando a Alemanha chegou na final, e sob comando dos companheiros Maier e Beckenbauer, perderam para a Inglaterra, as donas da casa.

Não disputar a Copa do Mundo de 1966 acabou por não abalar Gerd Muller. O atacante iniciou a temporada seguinte em alta e com fome de gol. Ele terminou a Bundesliga 1966-1967 como melhor jogador e artilheiro, porém, o Bayern Munich não ficou com o título. No Campeonato Alemão foram 28 gols em 32 partidas, e na Copa da Alemanha sete gols em quatro.

Ele fez a sua estreia com a camisa alemã contra a Turquia, ainda em 1966, mas foi na segunda partida pelo selecionado que ele brilhou e marcou pela primeira vez. E não foi só uma vez, foram logo 4 gols contra a seleção da Albânia.

Seu potencial como artilheiro ficava cada vez mais evidente a cada partida que Muller entrava em campo. E, posteriormente , virou figurinha carimbada nas convocações para disputar as partidas pela Alemanha Ocidental. Ao lado de uma equipe muito forte, naquela que talvez seja a maior seleção alemã de todos os tempos, conquistaram diversos títulos.

1968-1969: Conquista a sua primeira Bundesliga

Depois de fazer boas campanhas na Bundesliga nas primeiras temporadas, além do alto número de gols anotados, Gerd Muller finalmente foi recompensado com o primeiro título da campeonato nacional. Na temporada 1968-1969 o clube bávaro quebrou um tabu de títulos do principal campeonato do país, que não vinha desde o ano de 1932, com mais de 30 anos de jejum. Aliás, a conquista de 1932 era a única do campeonato nacional até então.

E na Bundesliga 1968-1969, Gerd Muller foi o artilheiro da competição, com incríveis 30 gols em 30 partidas disputadas. Sua lenda no clube começava a ser escrita, e os próximos anos prometiam muitas conquistas para o atacante, o Bayern e para a seleção alemã também. 

Gerd Muller é o artilheiro da Copa do Mundo de 1970

Muller foi destaque na Copa de 1970

Mas a principal conquista pela seleção da Alemanha teria que esperar. Em 1970 veio a primeira oportunidade de Gerd Muller atuar em uma Copa do Mundo, e já seria especial. Para a disputa no México, a Alemanha Ocidental levou a base vice-campeã do torneio de 1966, mas com algumas novidades, e Müller era uma delas.

O “Der Bomber” (tradução de O Bombardeiro), como ficou conhecido, não fez feio em sua primeira Copa do Mundo. Logo na estreia, um gol contra o selecionado do Marrocos, na vitória por 2 a 1. Contra a Bulgária, numa goleada de 5 a 2, ele fez o seu primeiro Hat-trick em copas. Marca que seria igualada logo na partida seguinte, contra o Peru, quando novamente anotou três gols. É, até os dias de hoje, um dos quatro jogadores a marcar mais de um Hat-Trick em Copas do Mundo.

Contra a Inglaterra, nas quartas de final, marcou mais um gol, e com isso ajudou a Alemanha a se vingar de seu algoz na final de 1966. Nas semifinais contra a Itália, em um dos jogos mais espetaculares dos Mundiais marcou Muller marcou dois gols na prorrogação, porém, que não foram suficientes para levar os alemães à final contra o Brasil.

Com os dez gols marcados foi o artilheiro da competição, e só não igualou a marca de Jairzinho que, no mesmo mundial, marcou em todas as partidas que disputou, já que Der Bomber não fez gol na decisão de terceiro lugar, vencida própria Alemanha.

Em 1970, Gerd Muller recebe a Bola de Ouro como melhor do mundo!

Muller vence bola de ouro de 1970

Não foi apenas na Copa do Mundo de 1970 que Der Bomber teve uma ótima atuação, sendo um dos destaques do Mundial do México. Na Liga Alemã, a Bundesliga, embora o Bayern Munich não tenha acabado com o título da competição, Gerd Muller marcou incríveis 38 gols em 33 partidas disputadas, além dos anotados na Copa do Mundo. Com essa temporada incrível e com impressionante número de gols, a temporada do atacante foi coroada com duas premiações individuais.

Além de receber a Chuteira de Ouro, como maior artilheiro de todas ligas da Europa, Müller també recebeu a Bola de Ouro, prêmio dado pela tradicional revista francesa France Football ao melhor jogador do mundo, eleito pela revista.

Eurocopa 1972: Novamente artilheiro e agora, campeão

O crescimento e a evolução do potencial de marcar gols de Gerd Muller não parava. A cada ano o atacante mostrava novas habilidades e, na temporada de 1972, junto com a seleção da Alemanha ele deu um grande salto na carreira. Em toda a temporada ele atingiu a incrível marca de 85 gols marcados por Bayern Munich e seleção da Alemanha.

Titular absoluto da Alemanha, na Eurocopa disputada na Bélgica os alemães eram um dos favoritos para levantar o troféu. A disputa seria acirrada, mas os alemães se mostravam cada vez mais prontos, com os jogadores como Muller e Beckenbauer cada vez mais experientes.

E após eliminar os donos da casa nas semifinais, a Alemanha chegou ao título Europeu ao bater a União Soviética na final, por um tranquilo placar de 3 a 0. Gerd Muller marcou dois gols diante dos belgas e mais dois na partida decisiva para se consagrar e finalmente colocar seu nome na história da seleção de seu país. Foi o artilheiro da competição, e também escolhido para atacante da seleção do torneio.

Muller poderia ter recebido novamente o prêmio de melhor do mundo na incrível temporada de 1972, mas desta vez ela foi ao seu compatriota e companheiro de Bayern Munich, Franz Beckenbauer.

Copa do Mundo 1974: Contra a Holanda, Gerd Muller faz o gol do título

Gerd Muller com a taça da Copa de 1970

A Copa do Mundo de 1974 seria agora disputada na Alemanha, e a seleção casa, embalada pelo título europeu de 1972 e um time fortíssimo, com a base do Bayern Munich, era a favorita. Mas também participariam da competição grandes seleções como a atual campeã, o Brasil, além da surpreendente Holanda, que chegava com um gênio, Johan Cruyff, e toda uma base fantástica do Ajax FC.

Gerd Muller ia para a sua segunda Copa do Mundo, após ser o artilheiro na primeira participação em 1970. E agora ele conseguiria a consagração definitiva para entrar na história do futebol alemão e mundial. Na estreia do mundial, ainda na fase de grupos, venceu o Chile. Em seguida, contra a Austrália, outra vitória, agora com Muller anotando um dos gols do placar de 3 a 0. Ainda perderam para a Alemanha Oriental, mas mesmo assim se classificaram para a próxima fase.

E na segunda fase de grupos do Mundial, a Alemanha venceu as suas três partidas, e o Der Bomber marcou contra Iugoslávia e Polônia. E, na grande decisão, encontraram a poderosa Holanda, até então grande time do mundial, com um sistema tático inovador, denominada de Carrossel Holandês. Seria uma disputa de duas escolas de futebol fantásticas, e que entraria para a história dos mundiais.

Em partida equilibrada, os holandeses abriram o placar logo aos dois minutos de jogo, numa penalidade máxima convertida por Neeskens. Aos 25 minutos, Breitner empatou, também em penalidade máxima, e ainda no primeiro tempo, aos 43 minutos, Gerd Müller decretou a vitória e o título alemão. O atacante terminou a competição como artilheiro da Alemanha, com quatro gols marcados.

Após a Copa de 1974, Müller aposenta precocemente da seleção

Com as grandes e decisivas atuações pela seleção da Alemanha, Gerd Muller se tornou – em apenas duas participações de Copas do Mundo – como o maior artilheiro das Copas, num total de 14 gols marcados. Essa marca só foi quebrada por Ronaldo Fenômeno na Copa do Mundo de 2006, quando o atacante brasileiro chegou aos 15 gols na 3ª competição atuando. Em 1994 ele esteve, mas não entrou em campo por nenhum minuto. Em 2014, Miroslav Klose quebrou a marca de Ronaldo ao chegar ao seu 16º gol em copas.

E mesmo após a conquista do Mundial de 1974, Gerd Muller decidiu por não atuar mais com a camisa da Alemanha, e aos 28 anos se aposentou de sua seleção, de forma inesperada. Fontes dizem que o jogador ficou chateado com a Federação Alemã por proibir a presença de sua esposa na concentração. Outro motivo também seria baixa premiação financeira pós Copa do Mundo.

1974 – 1976: Tricampeão da Champions League com o Bayern

Muller conquista o tricampeonato da Champions League

Antes de triunfar na Copa do Mundo de 1974, Gerd Müller, pelo Bayern Munich e ao lado dos companheiros que era a base da seleção Alemã, chegou ao mundial com a moral lá no alto. O time bávaro havia sido o campeão da Europa League (atual Champions League), a primeira de um tricampeonato que imitaria o Ajax de Johan Cruyff – campeões de 1970 a 1973. Der Bomber seria o artilheiro das três edições do tricampeoanto do Bayern Munich.

Na temporada de 1973-1974, o Bayern bateu o Atlético de Madrid na final por sonoros 4 a 0, com dois gols marcados por Muller. Terminou aquela competição com um total de oito gols. O bicampeonato, temporada 1974-1975, veio contra o Leeds United, time da Inglaterra. Na vitória por 2 a 0, um gol do atacante, artilheiro com 5 gols, dividindo o prêmio com o soviético Eduard Markarov.

A terceira conquista, 1975-1976, aconteceu contra o francês do Saint-Étienne. Gerd Muller novamente teve papel fundamental na conquista com cinco gols, mas a artilharia da competição ficou com seu compatriota do Borussia Mönchengladbach, Jupp Heynckes, que anotou seis gols.

1979: Vai atuar no futebol dos EUA

Gerd Muller em fim de carreira nos EUA.

O período vitorioso do Bayern Munich na década de 1970, terminou depois de conquistas consecutivas no campeonato nacional e o tricampeonato europeu. Muitos astros entraram em declínio técnico e o time viu o rival Borussia Mönchengladbach ganhar espaço e conquistar a hegemonia do futebol alemão.

Assim, e após Gerd Muller ver a saída de companheiros importantes como Franz Beckenbauer e Paul Breitner, continuou no clube até a temporada de 1979, quando já com 33 anos de idade optou por encerrar a carreira no futebol dos EUA, na mesma equipe onde estava o “Kaiser” Beckenbauer. Em Munique, Gerd Müller, “Der Bomber”, ficou de 1964 até 1979, e nesses quase 15 anos no comando de ataque do Gigante Alemão, anotou 566 gols em 608 partidas.

Nos EUA, foi atuar pelo Fort Lauderdale Strikers que, além do companheiro alemão, tinha nomes como o peruano Cubillas e o “bad boy” inglês, George Best. Lá ele não conquistou títulos, mas continuou a marcar gols. Em 71 partidas, anotou 38 gols.

1982: Gerd Muller anuncia a aposentadoria

Já com 36 anos, e sem o vigor técnico e físico de outros tempo, Gerd Muller ainda tentou voltar a jogar no futebol alemão, no 1860 Munich, mas a negociação acabou por não se concretizar. Assim, ainda passou pelo Smiths Brothers Lounge, após sair do Fort Lauderdale Strikers, onde anunciou sua aposentadoria dos gramados.

Após encerrar a carreira, continuou a viver nos Estados Unidos, onde abriu um bar na Flórida. E foi lá que o agora ex-atacante desenvolveu um grave problema, o alcoolismo. Anos depois, foi internado e ajudado por antigos colegas como Beckenbauer, Karl-Heinz Rummenigge e Uli Hoeness. Após se recuperar, retornou ao Bayern Munich onde passou a comandar as equipes das categorias de base do clube. Encerrou as atividades no Bayern Munich no ano de 2015, após ser diagnosticado com o Mal de Alzheimer.

Em agosto de 2021, Gerd Muller faleceu aos 75 anos, rendendo diversas homenagens pelo mundo, sobretudo em seu país natal e o clube onde mais brilhou, o Bayern Munich.

Bomber der nation: Gerd Muller, o maior atacante do futebol alemão

Gerd Muller além de goleador é um dos maiores artilheiros de todas as copas.

A carreira goleadora de Gerd Muller foi brilhante e vitoriosa. Baixo, rápido, forte e com excelente poder de finalização, Der Bomber anotou uma incrível quantidade de gols principalmente pelo Bayern Munich e pela seleção da Alemanha. E com toda essa trajetória, o craque recebeu a alcunha de Bomber der nation”, ou na tradução, “Grande Bombardeiro da Nação”.

Durante toda a carreira colecionou muitas premiações individuais de artilheiro, além do já referido Ballon D’Or da prestigiada revista francesa de futebol, France Football. É uma lenda do futebol mundial, que ostentou por 32 anos o recorde de gols nas Copas do Mundo, quando viu o recorde cair para outro gênio do futebol, Ronaldo Fenômeno, em 2006, depois de três mundiais do mesmo, e depois ainda por Miroslav Klose.

O mesmo Klose, inclusive, quebraria a marca de Gerd Muller como o maior artilheiro da seleção de seu país, mas depois de muitos anos e com média de gols muito menor. O Der Bomber marcou 68 gols em 62 jogos com a Alemanha. No total, em sua carreira, foram 656 vezes balançando as redes adversárias. Além disso, era o recordista de gols na Bundelisga com 365 tentos, marca que seria superada somente em 2021 por outro craque: Lewandowski.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *