Inter de Milão

40 Títulos Oficiais
55 Milhões de Torcedores
Internazionale Milano
Football Club Internazionale MilanoMilão - Itália
Fundação 08 de março de 1908
Estádio / Capacidade Giuseppe Meazza / 80.018
Apelidos I Nerazzurri, La Beneamata, II Biscione
Principais rivais Milan, Juventus, Roma
Apelido da torcida Interista Nerazzurro
Mascote Biscione (cobra)
UEFA Champions League

1963–64, 1964–65, 2009–10

Mundial de Clubes

1964, 1965, 2010

Títulos conquistados pelo clube

Títulos Mundiais

Competição Títulos Temporada
Copa Intercontinental 2 1964, 1965
Mundial de Clubes 1 2010

Títulos Continentais

Competição Títulos Temporada
Liga dos Campeões 3 1963–64, 1964–65, 2009–10
Liga Europa 3 1990–91, 1993–94, 1997–98

Títulos Nacionais

Competição Títulos Temporada
Campeonato Italiano 19 1909–10, 1919–20, 1929–30, 1937–38, 1939–40, 1952–53, 1953–54, 1962–63, 1964–65, 1965–66, 1970–71, 1979–80, 1988–89, 2005–06, 2006–07, 2007–08, 2008–09, 2009–10, 2020-21
Copa da Itália 7 1938-39, 1977-78, 1981-82, 2004-05, 2005-06, 2009-10, 2010-11
Supercopa da Itália 5 1989, 2005, 2006, 2008, 2010

História

Inter de Milão, um dos maiores clubes do mundo!

A Inter de Milão é um dos maiores clubes da história.

Um dos maiores clubes de futebol do mundo é a Internazionale de Milão, conhecida por muitos como Inter de Milão. A equipe é um dos gigantes do futebol europeu, acumulando diversos títulos pelo continente, sendo um dos maiores campeões em solo italiano, e o segundo clube do país que mais conquistou a tão sonhada Champions League, com três títulos. Foi também o primeiro time da Itália a conquistar um bicampeonato do torneio mais importante da Europa.

Outro dado interessante é que a Inter é o único clube da Itália que disputou todas as edições da Série A, a primeira divisão da Liga Nacional. Além disso, é o 2º mais vitorioso da competição com 19 conquistas, ficando atrás apenas da Juventus com 36 títulos.

Com tanta história, a equipe já foi o “abrigo” de diversos craques, entre eles, brasileiros, como Ronaldo, o Fenômeno, e Adriano, o Imperador, além de diversos outros nomes em sua riquíssima história.

O resultado de tantas glórias e tantos craques acabou seduzindo milhões de adeptos dentro da Itália e Inter de Milão tem a segunda maior torcida no país. Segundo pesquisa da empresa Demos & PI, 18% dos entrevistados torcem para a Internazionale, o que equivale quase 4 milhões de torcedores. No cenário europeu, a equipe também tem muitos fãs, cerca de 17,5 milhões, de acordo com os dados da Sport+Markt.

Fundação da Internazionale

Inter de Milão em seus primeiros anos.

No dia 9 de março de 1908 foi fundado o Football Club Internazionale Milano, a Inter de Milão. Na época, o clube foi fundado por um grupo de italianos e suíços para fazer frente com o Milan Cricket and Football Club, outra equipe de Milão. Muggiani, Hintermann, Rietmann e Paramithiotti faziam parte do rival de cidade, mas estavam insatisfeitos com a situação do clube, preferindo fundar outra agremiação. A denominação “Internazionale” foi proposital para mostrar que na equipe seriam aceitos jogadores estrangeiros, assim como italianos.

Com apenas dois anos de vida, a Internazionale já conquistou o seu primeiro Scudetto, o Campeonato Italiano de 1910. A equipe era comandada pelo capitão e treinador Virgilio Forssati. 10 anos depois, veio a segunda conquista, em 1920.

Em 1922, um período delicado. A equipe ficou na última posição do Campeonato Italiano com apenas 11 pontos, sendo obrigada a disputar os playoffs da salvação, para não ser rebaixado. A Inter venceu, se mantendo na elite italiana.

Escudo, emblema e cores da Internazionale

O primeiro símbolo da Inter de Milão foi criado por Giorgio Muggiani, pintor e sócio-fundador da equipe. As cores predominantes sempre foram azul e preto, contrastando com o vermelho do rival Milan, além de representar o céu e a noite. O brasão no centro do escudo era formado pelas iniciais do nome do clube.

O escudo da equipe passou por mais uma mudança em 1928, no período fascista, quando o clube era chamado de Ambrosiana-Inter. Nesse emblema, o desenho de uma cobra estava presente no lado esquerdo e no outro lado, o brasão da cidade de Milão. Após a queda do fascismo, o símbolo da equipe passou por diversas mudanças durante o século XX, até ser representado novamente com as iniciais do nome da equipe em cores douradas, dentro de dois círculos em azul e preto.

Inter de Milão no período Fascista da Itália

Período do fascismo e Inter Ambrosiana.

Durante o ano de 1928, conhecido como período fascista, a Internazionale passou por dificuldades financeiras e foi obrigada a mudar de nome. O clube passou a se chamar SS Milano, após uma fusão com a Unione Sportiva Milanese.

Inspirado na bandeira e brasão da cidade de Milão, a equipe usou um uniforme com camisas brancas e uma cruz vermelha estampada. Um ano depois, em 1929, Oreste Simonotti assumiu a presidência do clube e mudou o nome mais uma vez, para AS Ambrosiana. Porém, os torcedores não gostaram e seguiram chamando o clube de Inter.

Houve uma mudança na presidência em 1931, com Pozzani assumindo. Após muita pressão, ele modificou mais uma vez o nome do clube, passando a se chamar AS Ambrosiania-Inter.

Giuseppe Meazza: Lenda dentro de campo que dá nome ao estádio

Giuseppi Meaza, grande ídolo da Inter de Milão que dá nome ao estádio.

De 1927 até 1940, a Inter contou com um fenomenal atacante, Giuseppe Meazza. Ele foi eleito o melhor do Mundial de 1934 com a seleção italiana, onde conquistou o título, e também em 1938, no bicampeonato, sendo o capitão.

Se na seleção ele brilhou, na Inter não foi diferente, conquistando três Campeonatos Italianos e uma Coppa Itália. Com a camisa da equipe foram 495 jogos e 483 gols, um dos maiores ídolos da Internazionale. Como forma de reverenciar a estrela, o Estádio da equipe leva o nome de Giuseppe Meazza.

Com o atleta a Inter caiu de vez no gosto dos torcedores, e após a Segunda Guerra Mundial conseguiu um objetivo dos seus fãs, o retorno ao nome Football Club Internazionale. O nome deu sorte, e a equipe conquistou pela primeira vez um bicampeonato do Campeonato Italiano, vencendo em 1952/53 e em 1953/54.

Década de 1960: A Era de Ouro da Inter de Milão

Contando com o treinador Helenio Herrera como destaque, a Internazionale viveu uma década de ouro em 1960. A equipe conquistou incríveis três scudettos consecutivos, nas temporadas 1962/63, 1964/65 e 1965/66, dominando totalmente a Itália. E as conquistas não pararam por aí. A Inter conquistou a Europa e o mundo pela primeira vez.

O time base da época foi: Sarti; Burgnich, Facchetti, Malatrasi e Guarneri; Picchi e Jair da Costa; Mazzola, Milani, Suárez e Corso, comandados por Helenio Herrera. Para fechar o período com chave de ouro, em 1967 a equipe mudou o nome de vez, para Football Club Internazionale Milano, nomenclatura que leva até hoje.

1961 – Melhor jogador do mundo chega à Inter: Luis Suarez

Luis Suarez foi um dos grandes craques da década de 60.

Em 1961, a Internazionale contratou Luis Suárez Miramontes, jogador espanhol que atuava pelo Barcelona. Na época, foram desembolsados 250 milhões de liras italianas, tornando Suárez no jogador mais caro do mundo.

O atacante se tornou peça importante de todas as conquistas da década de ouro do clube. Ele ficou na equipe até 1970, atuando em 333 jogos e anotando 55 gols. Uma marca interessante alcançada pelo El Arquitecto foi alcançada após marcar três gols contra o Genoa em 1963, se tornado no primeiro espanhol a fazer um hat-trick na Serie A Italiana.

1963-64: Champions League: Inter de Milão conquista a Europa e o mundo

Inter de Milão conquista sua primeira Champions League.

Disputando a Liga dos Campeões da UEFA em 1963/64, passou por Everton e Monaco nas primeiras fases. Nas quartas, venceu o Partizan na ida e na volta, por 2 a 0 e 2 a 1. Nas semifinais, empate por 2 a 2 na Alemanha contra o Borussia Dortmund, mas na volta Mazzola e Jair fizeram os gols do 2 a 0.

Na decisão, em Viena, na Áustria, o adversário foi o Real Madrid de Di Stéfano e Puskás, mas a Internazionale não tomou conhecimento. Com dois gols de Mazzola e um de Milani, os italianos venceram por 3 a 1 e conquistaram a competição pela primeira vez.

Com a conquista da Champions League, a Internazionale foi buscar a Copa Intercontinental de 1964, diante do Independiente. Na ida, disputada na Argentina, 1 a 0 para os donos da casa. Porém, na volta, Mazzola e Corso fizeram os gols de mais uma conquista.

1964-65 – Dobradinha: Inter de Milão repete o feito na temporada seguinte

Elenco da equipe bicampeã da Champions League.

Atual campeã, a Inter estreou na Champions League 1964/65 contra o Dinamo Bucharest e atropelou, vencendo por 6 a 0 na ida e 1 a 0 na volta. Nas quartas de finais, bateu o Rangers na ida por 3 a 1, com dois gols de Suárez, e perdeu na volta por 1 a 0.

Nas semifinais, sofreu uma dura derrota para o Liverpool na ida, 3 a 1. Porém, contou com o apoio de mais de 62 mil pessoas na volta, vencendo por 3 a 0. Na final, buscando o bicampeonato, o adversário foi o Benfica. Atuando em casa, com 85 mil pessoas na torcida, a Inter venceu com um gol do brasileiro Jair da Costa.

Com o título, a Internazionale foi mais uma vez encarar o Independiente, da Argentina, na Copa Intercontinental. Na ida, disputada na Itália, vitória por 3 a 0. Já na volta, em Avellaneda, na argentina, o empate sem gols garantiu o bicampeonato mundial.

1965-66 – Internazionale x Celtic: o tri da Champions League por pouco

Após um período de glórias durante o bicampeonato seguido da Champions League, a Internazionale caiu na semifinal para o Real Madrid na temporada 1965/66. Mesmo assim, a equipe manteve sua base vencedora, sendo uma das candidatas pelo título no ano seguinte.

Na primeira fase a Inter passou pelo Torpedo Moscou, da Rússia, além de eliminar o Vasas da Hungria na fase seguinte. Nas quartas de finais, o algoz do ano anterior, o Real Madrid, era o adversário da vez. A Internazionale passou com tranquilidade e venceu os dois jogo, passando para a semifinal e eliminado o CSKA Red Star da Bulgária. Na grande decisão, o Celtic da Escócia era o último desafio.

A Inter de Milão parecia que ia dar mais uma alegria para seus torcedores, com gol de Mazzola aos 7 minutos do primeiro tempo. Mas a equipe italiana não conseguiu segurar a pressão dos escoceses, tomando a virada na reta final da partida. Essa derrota da Internazionale foi uma das mais amargas da história do clube.

1970 -1988: Inter de Milão passa por fase sem muitas conquistas

Após dominar o mundo na década de 60, a Internazionale passou por um período difícil entre 1970 e 1988. A equipe conquistou apenas dois títulos do Campeonato Italiano, em 1970/71 e em 1979/80, além de duas Copas da Itália, em 1977/78 em 1981/82, muito pouco para o tamanho da equipe.

Apesar da fase difícil, no ano de 1971/72 a Internazionale bateu na trave na conquista da Europa mais uma vez. A equipe bateu AEK Atenas, Standard Liège e Celtic, chegando até a decisão contra o Ajax, de Johan Cruyff, que decidiu e anotou os dois gols do título holandês.

1989-1991: Alemães formam a base de uma Internazionale competitiva

Após o período de vacas magras, a Inter montou um time bem competitivo, com base nos alemães Andreas Brehme, Lothar Matthäus e Klismann. Com eles como lideres, a Internazionale pode rivalizar com um verdadeiro timaço do Milan e o Napoli de Diego Armando Maradona.

Para retomar o caminho das vitórias, nada como mais um Scudetto, conquistado em 1988/1989. Em seguida, foi a vez da Supercopa da Itália, em 1989/90, vencendo a Sampdoria por 2 a 0, com gols de Cucchi e Serena, e conquistando o seu primeiro título na competição.

E por falar em primeira vez, em 1991 a equipe conquistou o seu primeiro título de da UEFA Europa League. Na primeira fase, derrota por 2 a 1 na ida e vitória por 3 a 1 na volta contra o Rapid Wien. Em seguida, a Inter passou pelo Aston Villa mais uma vez se recuperando. Na Inglaterra, derrota por 2 a 0, porém, na Itália, vitória por 3 a 0.

Na terceira fase um pouco mais de tranquilidade, batendo o Partizan por 3 a 0 na ida e empatando por 1 a 1 na volta. Nas quartas de finais, o adversário foi um italiano, o Atalanta. Na ida, empate sem gols, e na volta, 2 a 0 Inter.

Na semifinal, o adversário foi o Sporting. Após empate sem gols em Portugal, novo 2 a 0 na Itália, avançando para a decisão. Na busca pelo título, um rival pelo caminho, a Roma. No jogo de ida, Matthäus e Berti fizeram 2 a 0 Inter. Na volta, em um Estádio Olímpico com mais de 70 mil pessoas, a vitória por 1 a 0 da Roma não foi suficiente, e a Internazionale ficou com o título.

1991-2004: Difícil período para a Internazionale e a chegada da Pirelli

Inter de Milão começou sua pareceria com a Pirelli em 1996.

Após mais um período de glórias, a Internazionale passou por mais anos difíceis, de 1991 a 2004. No período, a equipe não conquistou nenhuma Copa Itália e nem o Campeonato Italiano e viu seu rival Milan se destacar no país e na Europa. Porém, a Inter não ficou em branco, vencendo duas Copas da Uefa, em 1994 e em 1998.

Na conquista de 1994, a Inter de Milão estreou bem e despachou o Rapid Bucarest da Romênia, já na primeira fase. Logo depois, os italianos eliminaram o Apollon do Chipre e o Norwich da Inglaterra. Nas quartas de finais e na semifinal, mais duas vítimas, Borussia Dortmund e o Cagliari. Na grande decisão, em dois jogos, duas vitórias por 1 a 0 e mais um título garantido da Copa UEFA.

Em seguida, 1995 é marcado pela chegada do argentino Javier Zanetti e também do lendário presidente Massimo Moratti, que selou a parceria de sucesso com a Pirelli, um ano depois. Com a empresa italiana, já foram mais de duas décadas de patrocínio, estampando na camisa a marca que é exposta como o símbolo do clube.

A parceria possibilitou a chegada de grandes reforços, resultando em títulos. Entre eles, o brasileiro Ronaldo, que inclusive chegou a ser garoto propaganda da marca. Ao todo durante a parceria, já foram 13 troféus nacionais e 3 internacionais conquistados pela Internazionale. A aliança da Inter com a empresa segue firme até os dias atuais.

1995: Chegada de Javier Zanetti, maior ídolo da história da Internazionale

Zanetti é idolo e recordista em vestir a camisa da Inter.

Após se destacar no Talleres e no Banfield, da Argentina, Javier Zanetti foi para a Inter de Milão no meio de 1995, fazendo a sua estreia no dia 27 de agosto, contra o Vizenza. Ninguém poderia imaginar que o argentino faria tanto sucesso em solo italiano, onde defender a Inter até 2014, se tornando no capitão da equipe e em um dos maiores ídolos da história.

Ao todo, foram 858 jogos pela equipe e 20 gols anotados. O lateral ainda conquistou 1 Mundial de Clubes, 1 Liga dos Campeões, 1 Copa da UEFA, 5 Campeonatos Italianos, 4 Copas da Itália e 3 Supercopas da Itália.

1997: Ronaldo chega à Inter de Milão e se torna Fenômeno

Em seu tempo na equipe nerazzurri, Ronaldo colecionou boas atuações e lesões.

Em 1997, Ronaldo Nazário se transferiu para a Internazionale e entre lesões e gols, se transformou no Fenômeno. O brasileiro já havia brilhado no PSV e no Barcelona, inclusive sendo eleito o melhor do mundo, mas foi para a Itália para tentar ajudar a Inter a superar um jejum de sete anos sem conquistar o Campeonato Italiano.

Na equipe, usou a camisa 10 de início, já que a 9 era de Chivu. O fenômeno ficou na Inter até 2002, onde atuou por 99 vezes e anotou 59 gols. Como conquista, a Europa League de 1998 foi o único título.

O número baixo de jogos foi devido as lesões, com destaque para as duas no joelho, impedindo Ronaldo de brilhar ainda mais. Porém, nos 99 jogos que atuou o jogador teve excelentes atuações, marcando o seu nome na história da Internazionale.

1997/1998: Internazionale vence sua terceira e última UEFA Europa League

Com Ronaldo e Zanetti, a Internazionale buscava a sua terceira UEFA Europa League. Na primeira fase, a equipe passou pelo Neuchâtel Xamax, da Suíça, e na segunda pelo Lyon, da França. Em seguida, bateu o Strasbourg, também da França, se recuperando de uma derrota na ida por 2 a 0, vencendo na volta por 3 a 0.

Nas quartas de finais, vitória sobre o Shchalke 04 na ida por 1 a 0, e empate por 1 a 1 na volta. Nas semifinais, 2 a 1 duplo contra o Spartak Moskva, da Rússia. A decisão era contra uma conhecida Lazio, com a única certeza de que o título iria para a Itália.

Em duelo no Estádio Parc des Princes, em Paris, a Internazionale abriu o placar aos 5 minutos com Zamorano. A Lazio tentou pressionar, mas Zanetti ampliou aos 60 minutos. Decretando o título da Internazionale, Ronaldo marcou o gol do título aos 70 minutos. A Inter de Milão conquistava a Europa League pela 3ª e a última vez em sua história.

2004-2011: Inter de Milão reencontra o caminho da glória

Três grandes lendas da Inter.

 Após o ano de 2004, a equipe da Internazionale voltou ao seu caminho das glórias e começou a sobrar na Itália. A equipe conseguiu o penta campeonato de 2005 a 2010, além de conquistar mais 4 Copas da Itália.

Durante o período, uma dupla inesquecível: Adriano Imperador e Zlatan Ibrahimovic. O brasileiro chegou a Inter em 2001, mas acabou sendo emprestado para Fiorentina e Parma, retornando em 2004. Na equipe, atuou em 180 jogos e anotou 79 gols.

Já o sueco chegou em 2006, vindo da Juventus, após a Velha Senhora ter sido rebaixada para a série B. Ele atuou em 117 jogos e anotou 66 gols. Juntos, a dupla conquistou 3 Campeonatos Italianos e 2 Supercopas da Itália, sendo uma das duplas mais fatais da década.

Nesse mesmo período um outro craque vestiu a camisa da Inter de Milão e foi nada mais nada menos do que Luís Figo. O craque português veio dos galáticos do Real Madrid para tentar um recomeço na Internazionale. Com a chegada de seu compatriota Mourinho, o jogador foi deixado de lado e saiu da equipe. Com a camisa nerazzurri foram 140 partidas disputadas e apenas 11 gols marcados.

2009-2010: Inter de Milão conquista a tríplice Coroa

Terceiro título de Champions League da Inter.

Em 2008, José Mourinho assinou com a Inter e a colocou em outro patamar, saindo dos títulos em solo italiano e buscando um algo a mais, a nível Europeu. A glória maior veio na temporada 2009/2020, contando com jogadores como Diego Milito, Samiel Eto’o, Wesley Sneijder e Javier Jannetti, a equipe conquistou o Campeonato Italiano, Champions League e o Mundial de Clubes.

Na Champions League, avançou na segunda posição em um grupo liderado pelo Barcelona. Nas oitavas, passou pelo Chelsea vencendo os dois jogos, repetindo a dose nas quartas, contra o CSKA Moscou.

Nas semifinais, novamente o Barcelona no caminho. No duelo de ida, 3 a 1 Inter na Itália. Na volta, um jogo emblemático, onde Mourinho montou uma equipe para se defender e jogar no contra-ataque contra o melhor time do mundo. A estratégia deu certo, e a Inter venceu por 1 a 0 em pleno Camp Nou.

Na final da competição, disputada no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, o adversário foi o poderoso Bayern de Munique, de Arjen Robben. Porém, com dois gols de Gabriel Milito, a Internazionale conquistou mais uma Champions League.

Após vencer a Champions, a Inter ainda foi buscar o Mundial, que veio fácil. Após vencer o Seongnam por 3 a 0 na semifinal, a equipe enfrentou na final o Mazembe, time africano que havia eliminado o Internacional. Com um novo 3 a 0 sobre o time africano, o clube italiano conquistou mais um título.

O trio mágico que liderou a Inter nesse período glorioso

Trio que comandou a Inter nas conquistas de 2009/10.

A Inter não teria conseguido tantas conquistas na era Mourinho, sem a liderança de um trio que comandou a equipe. Diego Milito, Samuel Eto’o e Wesley Sneijder foram cruciais para o clube nesse período.

Os três jogadores chegaram juntos em 2009/10, uma das temporadas mais vitoriosas da história da Inter de Milão. Diego Milito que havia se destacado no Gênoa, chegou na equipe para ser o grande artilheiro e ele supriu todas as expectativas. Em 171 jogos, o argentino marcou 75 gols e após deixar o futebol italiano, se transferiu para o Racing para se aposentar.

O parceiro de ataque de Milito foi Samuel Eto’o, que ajudava não só na criação de jogadas, como também dividia a artilharia da equipe. O craque camaronês marcou 51 gols em 105 jogos e faz parte de um seleto grupo de jogadores que venceu a Champions League por dois clubes diferentes.

Para fechar esse trio, o grande pensador da equipe era Wesley Sneijder, que vinha de um período conturbado no Real Madrid e chegou para se consagrar na Inter. Com a equipe nerazzurri, o meia holandês deu 35 assistências em 116 participações, além de ter anotado 22 tentos.

Pós-2012: Internazionale segue em busca de espaço na Itália

Lautaro e Lukaku são os destaques nova geração da equipe.

Após a era Mourinho, que contou com excelentes jogadores, a Internazionale passou e vem passando por um momento difícil, sem conquistar títulos e vendo a Juventus dominar a Itália. A equipe foi vendida para investidores asiáticos, que busca recolocar a gigante no topo, mas ainda sem sucesso.

Nos últimos anos, o mais próximo de um título que a equipe chegou foi na grande decisão da Liga Europa na temporada 2019/20. Na ocasião, a Inter havia sido eliminada na fase de grupos da Champions League, lhe rendendo uma vaga para a Liga Europa. Durante a competição os nerazzurri eliminaram o Ludogorets da Bulgária, Getafe, Bayer Leverkusen e Dinamo de Kiev. Na final, a Internazionale perdeu por 3 a 2, em um jogo muito disputado.

Mesmo sem conquistas, a expectativa é que o time dirigido por Antonio Conte consiga retomar os caminhos dos títulos. Até porque, a equipe conta com algumas estrelas que podem dar novos rumos à Inter de Milão, que é o caso de Lautaro Martínez, Lukaku, Arturo Vidal e Christian Eriksen.

2020-21: Conquista do Scudetto após 11 anos

Sob o comando do técnico do Antônio Conte e contando com um bom investimento para contratar jogadores, a Internazionale conseguiu montar um time consistente para a temporada 2020-21. Com as referências técnicas de Lautaro Martínez e Lukaku na dupla de ataque, os nerazzurri mostraram que enfim, tinham condições de tirar a hegemonia da Juventus no futebol italiano.

Desde o inicio do Campeonato Italiano, a Inter de Milão já mostrava um bom futebol, mas ainda escorregava em algumas partidas, deixando o rival Milan ficar com a liderança. Porém, com o declínio de seus rivais, os nerazzurri continuaram a conquistar pontos e após a metade da competição, finalmente conseguiram tomar a liderança.

Sua estabilidade na reta final da competição foi tamanha, que a equipe garantiu o título com quatro rodadas de antecedência, com impressionantes 11 pontos a frente do vice-campeão Milan. Essa conquista veio após 11 anos de jejum dos nerazzurri sem o título da competição e marcou o fim da hegemonia da Juventus, que perdurava nove temporadas.

Derby de Milão: Uma das maiores rivalidades do mundo

Derby Della Madonina, um dos mais acirrados do mundo.

Inter de Milão e Milan travam uma das maiores rivalidades do mundo. Os duelos agitam a cidade de Milão, e, curiosamente, as equipes dividem o mesmo Estádio, mas com nomes diferentes. Em jogos do Milan, o Estádio leva a nomenclatura de San Siro, já em duelos com mando da Internazionale, de Giuseppe Meazza.

Ao longo dos anos, as duas equipes travaram duelos históricos na luta por títulos, como por exemplo, na temporada 1970/71, em que as duas equipes brigaram ponto a ponto pelo Campeonato Italiano. A Inter levou a melhor, com 4 pontos de diferença. Porém, nos anos 1990 e 2000, o Milan levava a melhor sobre a Internazionale, inclusive aplicando uma goleada por 6 a 0 em 2001. Esse cenário voltou a mudar a partir da chegada de Mourinho, em que os nerazzurri dominavam os clássicos.

Uma curiosidade entre as equipes, é que mesmo sendo rivais, já jogaram juntas contra o Chelsea, em  1965, em um amistoso da amizade ítalo-britânica. Nesse jogo, os italianos levaram a melhor, vencendo pelo placar de 2 a 1.

O Derby della Madonnina, como é conhecido o clássico, já foi disputado 328 vezes, sendo 125 vitórias do Milan, 121 da Internazionale e 82 empates. A Internazionale ainda anotou 471 gols, enquantos os rivais fizeram 459.

Referências:

https://www.pirelli.com/global/pt-br/life/pirelli-e-inter-unidas-em-uma-pixao-ha-duas-decadas

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/liga_dos_campeoes/0,,MUL1581951-9849,00-INTER+DE+MILAO+DA+AULA+DE+DEFESA+ANULA+MESSI+E+VAI+A+FINAL+DA+LIGA+DOS+CAMP.html

https://www.inter.it/en/palmares

https://en.wikipedia.org/wiki/2009%E2%80%9310_UEFA_Champions_League_knockout_phase

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/liga_dos_campeoes/0,,MUL1573838-9849,00.html

https://en.wikipedia.org/wiki/Serie_A#Champions

https://pt.qwe.wiki/wiki/History_of_Inter_Milan

https://pt.wikipedia.org/wiki/Football_Club_Internazionale_Milano

https://pt.wikipedia.org/wiki/Giuseppe_Meazza

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_Intercontinental_de_1964

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1963%E2%80%9364

https://pt.wikipedia.org/wiki/Luis_Su%C3%A1rez_Miramontes

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1964%E2%80%9365

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_Intercontinental_de_1965

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1971%E2%80%9372

https://pt.wikipedia.org/wiki/Supercopa_da_It%C3%A1lia_de_1989

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_da_UEFA_de_1990%E2%80%9391

https://pt.wikipedia.org/wiki/Javier_Zanetti

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ronaldo_Naz%C3%A1rio

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_da_UEFA_de_1997%E2%80%9398

https://pt.wikipedia.org/wiki/Adriano_Imperador

https://pt.wikipedia.org/wiki/Zlatan_Ibrahimovi%C4%87

https://pt.wikipedia.org/wiki/Liga_dos_Campe%C3%B5es_da_UEFA_de_2009%E2%80%9310

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_de_Clubes_da_FIFA_de_2010

https://www.ogol.com.br/player.php?id=927

https://www.ogol.com.br/player.php?id=18770

https://www.ogol.com.br/player.php?id=3045

https://www.transfermarkt.com.br/wesley-sneijder/leistungsdatenverein/spieler/4673

https://www.imortaisdofutebol.com/2018/12/10/inter-x-milan-derby-della-madonnina/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1966%E2%80%9367

https://pt.wikipedia.org/wiki/Liga_Europa_da_UEFA_de_2019%E2%80%9320

https://esportes.yahoo.com/fotos/10-curiosidades-sobre-internazionale-fundada-slideshow-wp-175002498/

https://italianismo.com.br/qual-o-time-com-a-maior-torcida-na-italia-veja-o-ranking/

https://mantosdofutebol.com.br/2014/04/historia-da-camisa-internazionale-milao/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Figo

Maiores técnicos do clube

Maiores artilheiros do clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *