Alemanha

9 Títulos Oficiais
Seleção Alemã
Seleção Alemã
Principais rivais Inglaterra / França / Brasil / Argentina
Apelidos Nationalelf (Onze Nacionais), Die Mannschaft (A Equipe), Die Adler (As Águias)
Mascote Águia Paule
Copa do Mundo

1954, 1974, 1990, 2014

Eurocopa

1972, 1980, 1996

Copa das Confederações

2017

Títulos conquistados

Títulos Mundiais

Competição Títulos Ano
Copa do Mundo 4 1954, 1974, 1990, 2014
Copa das Conferações 1 2017

Títulos Continentais

Competição Títulos Temporada
Eurocopa 3 1972, 1980, 1996

Outros títulos

Competição Títulos Ano
Jogos Olímpicos 1 1976

História

Seleção Alemã de Futebol: uma das mais vencedoras e a maior finalista de Copas do Mundo

A Seleção Alemã de Futebol é uma das mais vencedoras da história.

A Seleção Alemã de Futebol é uma das mais tradicionais da história. Até porque é uma das maiores vencedoras de Copas do Mundo, com 4 conquistas e também é a maior finalista do torneio, chegando a 8 finais. Apenas o Brasil rivaliza com os alemães nesse sentido, pois conquistou 5 títulos da competição e chegou a 7 decisões.

Além disso, a Alemanha é a seleção mais regular em Copas do Mundo, pois conseguiu chegar a 5 semifinais da competição. Esse que é mais um dos recordes dos alemães, pois nenhum outro escrete nacional conseguiu tal feito.

Sua tradição em Copas do Mundo é provada também em seus números de participações no torneio. A Alemanha ficou de fora apenas de duas edições, em 1930 e 1950, sendo que nenhuma delas foi por questões técnicas. Em 1930, os alemães optaram por não participar da competição e em 1950 a exclusão foi por conta do fim da Segunda Guerra Mundial.

Na Eurocopa, a Seleção Alemã de Futebol também não faz feio, sendo a maior vencedora da competição com 3 conquistas, empatada com a Espanha. Em números de finais, os alemães também são recordistas, pois conseguiram chegar a 3 decisões.

Para ter boas participações com regularidade em seus principais torneios, a Alemanha contou com gerações vitoriosas. Cada uma delas intercalou com estilos de jogos diferentes, entre o futebol bonito e a imposição física. Entre os ídolos que fizeram parte dessa história estão Franz Beckenbauer, Rudi Voller e Jurgen Klinsmann, que foram jogadores e treinadores da seleção.

A única parte triste na história da Alemanha foi quando seu país foi divido, ao final da Segunda Guerra Mundial.  Dessa forma, duas seleções foram criadas, a Alemanha Ocidental e Alemanha Oriental, o que perdurou por 40 anos.

Surgimento e as primeiras décadas da Seleção Alemã de Futebol

Seleção Alemã de Futebol na Copa do Mundo de 1934.

No final do século XIX, grandes clubes da Alemanha formavam seleções para jogar fora do país e os primeiros duelos foram contra a Inglaterra, contando diversas derrotas. Foi então que em 1900, foi fundada a Federação Alemã de Futebol e oito anos depois foi criada a primeira seleção oficial.

Em seu primeiro jogo oficial, em amistoso contra a Suíça, os alemães perderam pelo placar de 5 a 3. Porém, nos seguintes a seleção alemã passou a crescer no cenário do futebol e fez boa campanha na Olimpíada de 1912. Mesmo sem a medalha, a Alemanha teve atuações históricas, como na goleada em 16 a 0 contra a Rússia, com 10 gols de Gottfried Fuchs, o maior artilheiro da seleção em jogo único.

Após boa participação na Olimpíada, a Alemanha sofreu muito com a Primeira Guerra Mundial e voltou aos gramados em 1920. Uma década depois, em 1930, teve a chance de participar de sua primeira Copa do Mundo, mas não pode viajar ao Uruguai por falta de dinheiro. Mas quatro anos depois, os alemães tiveram a sua primeira grande campanha no mundial que foi realizado na Itália. Os comandados de Otto Nerz conseguiram chegar à terceira posição do torneio, vencendo a Áustria por 3 a 2.

Dois anos depois, a Alemanha decepcionou na Olimpíada de 1936, em dura derrota para a Noruega nas quartas de finais. Isso fez com o que ocorresse uma troca no comando técnico e o ex- jogador Sepp Heberger assumiu a seleção. O mítico treinador permaneceu no cargo de 1936 até 1964 e conseguiu fazer história.

Quando tudo parecia bem, a Seleção Alemã de Futebol teve mais uma baixa, por causa da Segunda Guerra Mundial. Após serem considerados os grandes responsáveis pelo confronto, os alemães ficaram de fora da Copa do Mundo de 1950.

1950-1990: Um país, duas seleções: a Alemanha ocidental e a Alemanha Oriental

Depois de ser punida no âmbito do futebol, a Alemanha teve o seu território divido após a criação do muro de Berlim. Dessa forma, o país passou a ter 3 seleções, sendo elas a Alemanha Ocidental, Alemanha Oriental e a Seleção de Sarre (de domínio francês).

A Alemanha Ocidental ficou com a maioria dos jogadores conhecidos, como Gerd Muller, Franz Beckenabuer e Sepp Maier. Já a Alemanha Oriental, que foi apenas a uma Copa do Mundo, em 1974, tinha o meia Jurgen Sparwasser, o zagueiro Mathias Sammer e o atacante Joachim Streich como os principais nomes.

Por contar com jogadores mais badalados, a Alemanha Ocidental foi mais bem sucedida no cenário mundial, conquistando mais títulos. Os grandes craques do país eram nascidos em cidades que faziam parte do território ocidental, enquanto no lado oriental, o futebol era menos tradicional. Mesmo assim, a Alemanha Oriental conseguiu faturar as Olimpíadas de 1976 no Canadá.

Uma grande curiosidade é que as duas Alemanhas se enfrentaram em um confronto histórico na Copa do Mundo de 1974. Na ocasião, a Alemanha Oriental venceu o duelo por 1 a 0 ,na fase de grupos, com gol de Sparwasser.

1954-1970: Seleção Alemã se mantém competitiva durante domínio brasileiro

Após a divisão de seu país, a Seleção Alemã de Futebol conseguiu bons desempenhos, em um período em que o futebol era dominado pelo Brasil. Logo em 1954, os alemães faturaram a Copa do Mundo e depois foram vice em 1966 e terceiro em 1970. Dessa forma, a Alemanha foi a única sombra da seleção canarinho naquela época.

Em 1954, na Suíça, os alemães conquistaram a Copa do Mundo em cima da forte seleção da Hungria. Quatro anos depois, mais uma esperança de título, porém a Alemanha parou na final contra a Inglaterra, dona da casa.

Na Copa seguinte, realizada no México, a Seleção Alemã de Futebol fez mais uma boa campanha, conseguindo a terceira posição. Mas sua jornada poderia ter sido melhor, se não fosse a dura seleção italiana na semifinal. O duelo entre os dois países no estádio Asteza, ficou conhecido como o jogo do século, por não ter faltado emoção e muita entrega.

Os italianos haviam aberto o placar no início, mas a Alemanha empatou com Schnellinger já no final da partida. Na prorrogação, os alemães viraram o jogo com o autor do primeiro gol e logo sofreram mais uma virada. Porém, Gerd Muller, artilheiro da competição, tratou de deixar tudo igual novamente. Mas no último minuto, mais uma baixa, e a Itália anotou o seu o 4º tento. Esse jogo ficou marcado pela luta em campo de Franz Beckenbauer, que jogou de braço quebrado na maior parte do tempo.

Durante esse período vitorioso, além de contar com Beckenbauer, outros ídolos fizeram parte do escrete da Alemanha, como Sepp Maier e Gerd Muller. Além desse trio, a seleção pode contar com outros jogadores como Fritz Walter, Helmut Rahn e Hans Schafer. Ambos foram comandados pelos lendários técnicos Sepp Heberger e Helmut Schon.

Copa de 1954: Alemanha é campeã no milagre de Berna

Título inédito da Copa do Mundo, após o milagre de Berna.

Quatro anos depois de ser banida da Copa de 1950, a Seleção Alemã de Futebol estava de volta ao torneio. Foi nesse mundial de 1954 na Suíça, que a Alemanha voltou à disputa de uma competição oficial após a separação do país.

A equipe comandada pelo lendário Sepp Heberger passou por transformações e se tornou ainda mais ofensiva. Inclusive, recebeu a alcunha de esquadrão de Breslau, por causa da goleada de 8 a 0 aplicada em cima da Dinamarca na cidade alemã de mesmo nome.

Aquela forte seleção contou com grandes jogadores que formaram sua base. Toni Turek; Josef Posipal, Werner Kohlmeyer, Werner Liebrich; Horst Eckel, Karl Mai, Helmut Rahn, Max Morlock; Otmar Walter, Fritz Walter e Hans Schafer foram os astros daquele time. A formação escolhida por Sepp Heberger para aquela equipe foi o 4-3-3, que funcionou muito bem.

Na primeira fase da Copa, a Seleção Alemã de Futebol passou em segundo lugar em um grupo que tinha a poderosa Hungria, Turquia e Coreia do Sul. Foi no duelo contra os húngaros que a Alemanha tomou uma sonora goleada por 8 a 3, o que preocupou um pouco.

Porém, na fase seguinte, a Alemanha conseguiu fazer um bom jogo, mandando a Iugoslávia para casa, em placar de 2 a 0. Em seguida, uma goleada acachapante para cima da Áustria na semifinal. Em ritmo de confiança, os alemães tiveram que encontrar o seus algozes mais uma vez, a Hungria de Ferenc Puskas.

Na grande decisão, os húngaros eram os favoritos e estavam confirmando esse favoritismo nos primeiros 10 minutos com dois gols. Porém, em seguida, a Alemanha tratou de reagir. Rapidamente Morlock diminuiu e Rahn empatou e virou a partida nos minutos finais. Aquele duelo que deu o título aos alemães ficou conhecido como o milagre de Berna.

1970-1990: Seleção Alemã de Futebol rivaliza com a Argentina

Se as últimas décadas foram boas para a Seleção Alemã de Futebol, os anos seguintes foram ainda melhores. Entre os anos 1970 e 1990, a Alemanha faturou os título das Copas do Mundo de 1974 e 1990. Além disso, o escrete alemão era figurinha carimbada em grandes decisões da competição, ficando de fora apenas da semifinal de 1978.

Nesse período, nas Copas do Mundo, apenas a Argentina era capaz de fazer frente ao selecionado alemão. Até porque os argentinos conquistaram as Copas de 1978 e 1986, faturando dois títulos, assim como a Alemanha. Além disso, a seleção holandesa, que ficaria conhecida como laranja mecânica, e seu futebol total, também teve grande desempenho no período.

Porém não foi apenas em Copas do Mundo que a Alemanha manteve boas campanhas, mas também em outras competições. Prova disso, são as conquistas da Eurocopa de 1972 e 1980, e também a Olímpiada de1976, seu único título. Ainda nos jogos Olímpicos, os alemães bateram na trave em 1976 e 1980, chegando a duas finais.

Durante esse período vitorioso, a Alemanha obteve um verdadeiro esquadrão com jogadores importantes. Além da liderança Sepp Maier, Beckenbauer e Muller, o escrete alemão contava com Berti Vogts, Wolfgang Overath, Karl Rummenigge e Lothar Matthaus.

Para comandar essas fortes gerações da Alemanha nessas décadas, Helmut Schon, Jupp Derwall e Franz Beckenbauer foram os encarregados. Ambos os três técnicos conquistaram títulos com a seleção.

Copa do Mundo de 1974: Seleção Alemã é campeã pela segunda vez

Em 1974, na Copa do Mundo realizada em casa, a Seleção Alemã de Futebol teve a oportunidade vencer o seu bicampeonato da competição, após vice em 1966 e o terceiro lugar em 1970.

O time base comandado pelo técnico Helmut Schon contou com icônicos jogadores que marcaram seus nomes na história da seleção. Sepp Maier, Berti Vogts, Franz Beckenabuer, Georg Schwarzenbeck, Paul Breitner, Rainer Bonhof, Uli Hoeness, Wolfgang Overath; Jürgen Grabowski, Gerd Müller e Bernd Hölzenbein foram os craques daquela Alemanha.

Já em sua estreia a Seleção Alemã de Futebol encarou o Chile em difícil jogo, mas conseguiu vitória apertada por 1 a 0. Na segunda partida, os alemães tiveram menos problemas e bateram a Austrália por 3 a 0. No último jogo do grupo, um duelo icônico, as duas Alemanhas se encontraram pela primeira vez e a Alemanha Oriental levou a melhor, 1 a 0.

Classificada para a segunda fase, a Alemanha entrou em um grupo que tinha Polônia, Iugoslávia e Suécia. Conseguiu passar em primeiro lugar e garantiu sua classificação para a grande decisão contra a Holanda de Johan Cruyff.

Na decisão, a Holanda marcou abriu o placar logo aos 2 minutos de jogo, com gol de pênalti marcado por Neeskens. Mas a Alemanha reagiu e também de pênalti, Breitner empatou a partida. Ainda no primeiro, o craque Gerd Muller virou o jogo e deu o título à Alemanha. Inclusive, o atacante alemão conquistou a chuteira de ouro como artilheiro da competição, encerrando a sua carreira na seleção de maneira surpreendente.

Copa de 1990: sob o comando de Beckenbauer Seleção Alemã é tricampeã

Após o título de 1974, a Alemanha bateu na trave nas Copas de 1982 e 1986, chegando em 1990 com sede de vitória. Aquela era primeira Copa do Mundo de um país reunificado, após queda do muro de Berlim. Outra novidade era o comando técnico que passou a contar com Franz Beckenbauer.

O ídolo da Seleção Alemã de Futebol conseguiu a façanha de vencer a Copa do Mundo como jogador e como técnico. Apenas Zagallo havia conquistado tal feito, que foi igualado por Didier Deschamps recentemente.

Sob o comando de Beckenbauer o selecionado alemão contou com novos ídolos. Aquele time base era: Illgner, Augenthauer, Thomas Berthold, Buckwald, Jurgen Kohler, Andreas Brehme; Lothar Matthaus, Thomas Habler, Littbarski, Rudi Voller e Jurgen Klinsmann.  O sistema de jogo daquela equipe era baseado na defesa e na imposição física, atuando no 5-3-2.

Na estreia da Copa do Mundo de 1990, realizada na Itália, a Seleção Alemã de Futebol estreou com o pé direito. Goleou a Iugoslávia por 4 a 1, com verdadeiro show de Lothar Matthaus, que marcou dois gols. Na sequência, a Alemanha goleou os Emirados Árabes e empatou com a boa seleção colombiana de Carlos Valderrama.

Na fase mata-mata, jogos difíceis contra antigos rivais

Classificada para as oitavas de finais, a Alemanha bateu a forte seleção holandesa por 2 a 1. Na sequência, em jogo difícil, venceu a Tchecoslováquia pelo magro placar de 1 a 0. Já na semifinal, os alemães enfrentaram um duelo ainda mais difícil contra a Inglaterra.  No tempo normal um empate em 1 a 1 e nas penalidades a seleção alemã converteu todas as cobranças e se classificou para a final.

Na grande decisão, a Alemanha se deparou com mais um algoz em sua história, a Argentina de Maradona, que derrotou os alemães na final de 1986. Em um jogo muito equilibrado, a Alemanha venceu por a 1 a 0, com gol de Brehme de pênalti, dando o tricampeonato aos alemães.

Aquela Copa ficou marcada pela grande atuação de Lothar Matthaus, que no mesmo ano conquistou a Bola de Ouro. Inclusive, na temporada seguinte, o craque foi eleito o primeiro melhor do mundo pela FIFA.

Eurocopa 1996: com grande time, Seleção Alemã de Futebol é campeã!

Forte eçenco da Seleção Alemanha de Futebol conquista a Euro de 1996.

Seis anos após vencer a Copa do mundo de 1990, a Seleção Alemã de Futebol passou por algumas mudanças, mas manteve jogadores importantes. Nessa reformulação, o comando técnico também sofreu alteração, com a saída de Beckenbauer e a chegada de outro ídolo, Berti Vogts campeão do mundo em 1974.

Porém, na Euro de 1996, a única baixa no elenco foi a saída de Lothar Matthaus, afastado da equipe. O meia se desentendeu com outro importante jogador, Jurgen Klinsmann, por causa da faixa de capitão que era disputada por ambos. Nessa briga, Klinsmann foi escolhido para continuar com a braçadeira, fato que irritou Matthaus e o afastou da seleção.

Portanto, sem Matthaus, o elenco base da Alemanha foi o seguinte: Andreas Kopke; Mathias Summer, Thomas Helmer, Dieter Elitts, Marcos Babel; Thomas Hassler, Thomas Strunz, Mehmet Scholl, Christian Ziege; Stefan Kuntz (Oliver Bierhoff) e Jurgen Klinsmann.

Essa equipe não fez feio na Euro e faturou o seu terceiro título da competição, o mais importante entre 1990 e 2014. O caminho rumo à conquista se iniciou em grupo com República Tcheca, Itália e Rússia.

Na fase seguinte, os alemães passaram pela Croácia e logo depois eliminaram a Inglaterra nos pênaltis. Na decisão, mais um encontro contra os tchecos e outra vitória da Alemanha, 2 a 1. O atacante Oliver Biehoff saiu do banco de reservas e marcou dois gols, sendo que um deles foi de ouro, encerrando a prorrogação com título alemão.

Copa 2002: Seleção Alemã perde final para o Brasil

Derrota para o Brasil na final da Copa do mundo de 2002.

Depois de altos e baixos na década de 1990, entre títulos e eliminações, a Alemanha chegava sob desconfiança para o mundial de 2002. Procurando quebrar esse clima, a Seleção Alemã de Futebol trouxe outro ídolo para o comando técnico, Rudi Voller, campeão do mundo em 1990.

Mesmo sem o favoritismo, a Alemanha contou com importantes jogadores que formaram um time base consistente. A equipe era formada por: Oliver Kahn; Carsten Ramelow, Thomas Linke, Metzelder; Bern Schneider (Marco Bode), Frings, Michael Ballack, Hamann, Christian Ziege; Miroslave Klose, Carsten Jancker (Oliver Neuville) .

Naquela Copa do Mundo, disputada pela primeira vez em dois países, Japão e Coréia do Sul, a Alemanha começou bem. Na estreia, os alemães aplicaram uma sonora goleada contra a Arábia Saudita, por 8 a 0 e depois empataram com a Irlanda em 1 a 1. Precisando vencer, a seleção alemã não fez feio e bateu Camarões por 2 a 0.

Jogos amarrados no caminho até a final

Nas oitavas de finais, um jogo duríssimo contra o organizado Paraguai. A partida se arrastava para um fatídico 0 a 0, mas nos minutos finais, Neuville tratou de desempatar. Nas quartas de finais, outro duelo difícil, contra os Estados Unidos, em mais uma vitória por 1 a 0, com gol de Ballack.

Parecia que a sina dos alemães em jogos difíceis não tinha acabado e não foi diferente contra os donos da casa, a Coreia do Sul. Naquela Copa, os coreanos haviam eliminado seleções tradicionais, como Espanha e Itália, de maneira duvidosa, mas isso não voltou a se repetir com a Alemanha, que venceu com gol de Ballack.

Após duelos complicados, placares magros e um futebol mais conservador, a Alemanha tinha a missão de parar o Brasil. A seleção canarinho era favorita, pois tinha uma verdadeira constelação de craques, como Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo, dentre outros. Dessa forma, os alemães não foram páreos e perderam a final por 2 a 0, com dois gols do fenômeno Ronaldo.

Apesar da derrota no mundial, Oliver Kahn teve grande destaque e foi eleito o melhor goleiro da competição. Nomeação que foi muito questionada na época, pois muitos acreditavam que Marcos havia sido melhor.

Copa 2006: Seleção Alemã de Futebol, em casa, obtém 3º lugar

Quatro anos após frustração em 2002, a Seleção Alemã de Futebol estava com as esperanças renovadas em 2006. Até porque era dona da casa na Copa do Mundo daquele ano e passou a despontar como uma das favoritas.

Com um elenco mais renovado, a Alemanha trouxe novos craques para compor sua equipe. Lehmann; Philip Lahn, Metzelder, Metersacker, Friedrich; Frings, Schweinsteiger, Schneider, Borowski; Podolski e Klose formaram aquela base. Outra novidade estava no comando técnico, pois Jurgen Klinsmann dirigiu o time ao lado de seu assistente, Joachim Low.

A Alemanha começou aquela Copa de maneira arrasadora, com 9 pontos conquistados em um grupo que tinha Equador, Polônia e Costa Rica. Nas oitavas de finais não foi diferente e os alemães despacharam a Suécia. Porém, nas quartas de finais, um jogo duro contra a Argentina, que só foi resolvido nos pênaltis, com classificação alemã.

Dessa forma, a expectativa da Alemanha era grande, porém na semifinal, estava pelo caminho uma velha conhecida, a Itália. Os alemães foram derrotados por 2 a 0 e tiveram que disputar o terceiro contra Portugal, vencendo pelo placar de 3 a 1.

Essa Copa marcou a despedida do lendário goleiro Oliver Kahn que viria encerrar a carreira em clubes dois anos depois. Inclusive, o arqueiro alemão foi usado naquela competição apenas na briga pelo terceiro lugar, pois não estava mais em seu auge.

Copa 2010: Seleção Alemã de Futebol repete resultado da copa anterior

Na Copa do Mundo de 2010, a primeira realizada na África do Sul e continente africano, a Alemanha contou com uma geração promissora. O time comandado pelo agora técnico Joachim Low, passou a contar com Thomas Muller, Mesut Ozil e Manuel Neuer.

Além desses craques, outros bons jogadores passaram a ser reconhecidos naquele mundial. Dessa forma, o elenco base da Alemanha era: Neuer; Lahn, Jerome Boateng, Metersacker, Friedrich; Samir Khedira, Schweinsteiger, Ozil, Muller; Klose e Mario Gomez. Aquela geração substituiu a era de Michael Ballack, que foi cortado daquela Copa por lesão.

Na fase de grupos, a seleção alemã se classificou com 6 pontos, tomando um susto contra a Sérvia, em derrota por 2 a 0. Até que nas oitavas de finais, uma goleada em cima da Inglaterra por 4 a 1, em jogo que o elenco alemão encantou o mundo. Nas quartas de finais, com certo favoritismo, mais um resultado arrasador, 4 a 0 em cima da Argentina.

Na semifinal e cheia de esperança, a Alemanha enfrentou a imparável Espanha, mas não resistiu e perdeu por 1 a 0. O que restou foi o terceiro lugar da competição, em vitória por 3 a 2 contra o Uruguai.

Copa 2014: Seleção Alemã humilha Brasil e é a primeira europeia a vencer fora da Europa

Seleção Aleã de Futebol conquista sua 4ª Copa do Mundo.

No mundial disputado no Brasil, a nova geração da Seleção Alemã de Futebol estava mais madura. Inclusive, na última Eurocopa, disputada em 2012, o escrete alemão jogou um futebol de encher os olhos, mas caiu na semifinal para a Espanha.

O elenco base comandado por Joachim Low era basicamente o mesmo da Copa anterior, mesclando experiência e juventude, algo que acontecia desde 2006. Formaram aquela equipe: Neuer; Lahn, Boateng, Hummels, Howedes; Khedira, Schweinsteiger,Thomas Muller, Toni Kroos, Ozil e Klose.

Nomeada como favorita, a Alemanha começou a Copa do Mundo com goleada por 4 a 0 em cima de Portugal. No segundo jogo, um empate, contra a seleção de Gana, algo considerado incomum. Mas na terceira partida, a seleção alemã se recuperou e venceu os Estados Unidos em placar apertado, 1 a 0.

Nas oitavas de finais mais um jogo complicado e Alemanha passou sufoco para eliminar a Argélia, por 2 a 1, com gol salvador na prorrogação. Nas quartas de finais mais um duelo difícil, dessa vez contra a tradicional França e com placar mínimo, a Alemanha venceu.

O histórico 7 a 1 e título sobre a Argentina

Chegando às semifinais, após jogos difíceis, a Alemanha tinha pela frente a seleção brasileira, dona da casa, com a expectativa de mais um confronto equilibrado. Porém não foi isso que aconteceu e o que foi visto foi um verdadeiro passeio alemão, com o histórico placar de 7 a 1. Muller , Klose e Khedira anotaram um gol cada, enquanto, Kroos e Schurlle marcaram dois.

Na final, a Alemanha tinha pela frente a velha rival Argentina, na qual enfrentou em outras decisões como em 1986 e 1990. Em ambos os duelos, uma vitória para cada lado e estava na hora do desempate.

O jogo foi muito acirrado e o placar de 0 a 0 persistiu no tempo normal, após gol claro perdido por Gonzalo Higuaín, aos 20 minutos da etapa final. O que custou caro, pois Mário Gotze marcou o tento do título alemão na prorrogação. Pela quarta vez em sua história, a Alemanha conquistou a Copa do mundo, ficando atrás apenas do Brasil em número de conquistas.

Aquela mesma competição viria coroar o atacante alemão Mirosval Klose, como o maior artilheiro em Copas do Mundo, com 16 gols. Dessa forma,  o craque encerrou sua passagem da seleção com chave de ouro.

Copa 2018: Seleção Alemã é grande frustração da competição

Eliminação da Alemanha ainda na fase de grupos em 2018.

Após vencer a Copa do Mundo de 2014 e as Eliminatórias em 2017, a Alemanha chegou como a grande favorita para o mundial de 2018, na Rússia. Porém, o que aconteceu foi muito aquém do esperado.

O time comandado por Joachim Low era basicamente o mesmo de 2014, contando algumas novidades. Neuer; Joshua Kimmich, Boateng, Hummels, Marvin Plattenhardt; Khedira, Kross, Thomas Muller, Ozil, Julian Draxler e Timo Werner formaram o plantel.

Repleta de expectativa, a Alemanha começou mal aquela Copa e perdeu para o México por 1 a 0, já no primeiro jogo. Na segunda partida, uma esperança, vitória em cima da Suécia por 2 a 1. Quando parecia que as coisas iriam melhorar, os alemães sofreram uma dura derrota para a Coreia do Sul por 2 a 0.

Muito abaixo da crítica, a Seleção Alemã de Futebol caiu na fase de grupos de uma Copa do Mundo pela primeira vez em sua história. Alguns jogadores foram apontados como os possíveis culpados, são os casos de Ozil, Khedira e Schweinsteiger, que tiveram atuações irreconhecíveis.

Referências:

https://en.wikipedia.org/wiki/Germany_national_football_team

https://pt.wikipedia.org/wiki/Futebol_nos_Jogos_Ol%C3%ADmpicos#:~:text=A%20Alemanha%2C%20tetracampe%C3%A3%20mundial%20e,a%20Alemanha%20reunificada%20no%20torneio.

https://en.wikipedia.org/wiki/Sepp_Herberger

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1934

https://pt.wikipedia.org/wiki/Futebol_na_Alemanha_Oriental

https://pt.wikipedia.org/wiki/J%C3%BCrgen_Sparwasser

https://pt.wikipedia.org/wiki/Matthias_Sammer

https://pt.wikipedia.org/wiki/Joachim_Streich

https://en.wikipedia.org/wiki/Football_at_the_1976_Summer_Olympics

https://pt.wikipedia.org/wiki/Futebol_na_Alemanha_Oriental#Clubes_e_campeonatos_de_futebol

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1966

https://carsughi.uol.com.br/2020/04/o-jogo-do-seculo/

https://www.imortaisdofutebol.com/2012/03/24/selecoes-imortais-alemanha-1972-1974/

https://www.imortaisdofutebol.com/2012/11/16/selecoes-imortais-alemanha-1954/#:~:text=Fritz%20Walter%2C%20Turek%2C%20Eckel%2C,%C3%A9poca%3A%20a%20Hungria%20de%20Pusk%C3%A1s.

https://www.torcedores.com/noticias/2020/05/curiosidades-conheca-a-primeira-chuteira-da-adidas-no-futebol

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1954

https://trespontos.blog.br/2017/07/04/alemanha_hungria_1954_final/

https://fichadojogo.wordpress.com/1974/07/07/07071974-alemanha-oc-2-x-1-holanda/

https://www.alemanhafc.com.br/p/tecnicos-historia-selecao-alema.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1974

https://www.imortaisdofutebol.com/2013/02/22/selecoes-imortais-alemanha-1990/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Final_da_Copa_do_Mundo_FIFA_de_1990

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1990

https://fichadojogo.wordpress.com/1996/06/30/ficha-tecmica-alemanha-2-x-1-republica-tcheca-eurocopa-de-1996/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Europeu_de_Futebol_de_1996

https://pt.wikipedia.org/wiki/Sele%C3%A7%C3%A3o_Alem%C3%A3_de_Futebol

https://www.transfermarkt.com.br/spielbericht/index/spielbericht/987524

https://pt.wikipedia.org/wiki/Oliver_Kahn

https://copadomundo.uol.com.br/2010/selecoes/alemanha/jogadores/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_2010_%E2%80%93_Grupo_D

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_2014

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/copa-do-mundo/2018/noticias/2018/06/27/coreia-do-sul-x-alemanha.htm#:~:text=A%20atual%20campe%C3%A3%20mundial%20e,de%20sua%20hist%C3%B3ria%20em%20Mundiais.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_FIFA_de_2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *