Liverpool F.C

67 Títulos Oficiais
100 Milhões de Torcedores
Liverpool FC logo
Liverpool Football ClubLiverpool - Inglaterra
Fundação 02 de junho de 1892
Estádio / Capacidade Anfield Road / 54.167
Apelidos Reds
Principais rivais Everton / Manchester United / Chelsea / Arsenal
Apelido da torcida Kopites
Mascote Liverbird
UEFA Champions League

1976-77, 1977-78, 1980-81, 1983-84, 2004-05, 2018-19

Mundial de Clubes

2019

Títulos conquistados pelo clube

Títulos Mundiais

Competição Títulos Temporada
Mundial de Clubes 1 2019

Títulos Continentais

Competição Títulos Temporada
Liga dos Campeões 5 1976-77, 1977-78, 1980-81, 1983-84, 2004-05, 2018-19
Liga Europa 3 1972–73, 1975–76, 2000–01
Supercopa da UEFA 4 1977, 2001, 2005, 2019

Títulos Nacionais

Competição Títulos Temporada
Campeonato Inglês 19 1900–01, 1905–06, 1921–22, 1922–23, 1946–47, 1963–64, 1965–66, 1972–73, 1975–76, 1976–77, 1978–79, 1979–80, 1981–82, 1982–83, 1983–84, 1985–86, 1987–88, 1989–90, 2019–20
Copa da Inglaterra 7 1964–65, 1973–74, 1985–86, 1988–89, 1991–92, 2000–01, 2005–06
Copa da Liga Inglesa 8 1980–81, 1981–82, 1982–83, 1983–84, 1994–95, 2000–01, 2002–03, 2011–12
Supercopa da Inglaterra 15 1964, 1965, 1966, 1974, 1976, 1977, 1979, 1980, 1982, 1986, 1988, 1989, 1990, 2001, 2006
Campeonato Inglês - 2ª Divisão 4 1893–94, 1895–96, 1904–05, 1961–62

História

Liverpool FC: tradição da Inglaterra para o mundo

Torcida do Liverpool é uma das marcas da equipe.

Quando falamos em tradição no futebol, o Liverpool é sem dúvidas lembrado. A equipe inglesa tem uma galeria recheada de conquistas nacionais e internacionais, inclusive sendo o segundo maior campeão do Campeonato Inglês, competição na qual ficou por muitos anos no topo, até aparecer Alex Ferguson no Manchester United.

Os Reds são os atuais campeões da Liga Nacional, conquistando o título após 30 anos de seca, o primeiro após a mudança de nome para Premier League. O Liverpool também é o time inglês mais vitorioso em competições continentais, mostrando que é um clube que não tem força apenas no seu país.

Um dos grandes diferencias da equipe é a sua torcida, que é uma das mais apaixonadas do mundo, levando em todo o canto do planeta o lema: “You will never walk alone”, em português “Você nunca andará sozinho”, que foi “retirado” de uma música. É a famosa sigla YNWA, que estampa alguns uniformes e até o brasão do clube.

Por causa de toda essa empatia causada por sua torcida, o clube tem conquistado cada vez mais fãs ao redor do mundo. No mundo todo, estima-se que sua haja uma base de 100 milhões de torcedores.Apenas na Inglaterra, estima-se que o número de torcedores seja de um pouco mais de 3 milhões.

1892-1940: fundação e ascensão meteórica desde as primeiras décadas

Liverpool em um ano após sua fundação.

 

A história do Liverpool começou no rival, o Everton, em 1892. A equipe jogava no Estádio Anfield há sete anos, até que John Houlding, conselheiro do clube, comprou o local e queria aumentar o valor do aluguel anual. Os Toffees se negaram, e acabaram se mudando para o Goodison Park. Com isso, Houlding se revoltou, e então decidiu fundar um novo clube para rivalizar.

Dessa forma, em 15 de março de 1892 foi fundado o Liverpool Football Club, mas o clube foi reconhecido em 3 de junho, ficando essa como a data oficial. A equipe imediatamente já passou a mandar os jogos no Estádio Anfield, no qual tem até hoje, sendo a sua casa desde o primeiro dia.

História por trás do escudo do clube

Após a sua criação, o Liverpool adotou o seu primeiro escudo, que na verdade nada mais era do que o brasão da cidade. Netuno, Deus da água e Tristão, Deus mensageiro do mar eram representados no emblema, além de duas fênix, que eram chamados de Liver Birds, animais símbolos da cidade.

Nos ano de 1950, o escudo do clube passou por uma grande mudança e contou com as cores vermelhas. O Liver Birds continuou sendo estampado no centro do emblema. Mesmo com tantas mudanças no distintivo da equipe, a fênix se destaca até hoje.

No centenário do clube, foram adicionados os nomes You’ll Never Walk Alone, ao lado de duas tochas que foram adicionadas em memória das vítimas de Hillsborough. Em 1999, o escudo da equipe foi modernizado com faixas verdes nas partes superior e inferior, adornando os dizeres You’ll Never Walk Alone e o número de 1892, data de sua fundação.

Porém, após 2012, apenas Liver Bird é usado como o símbolo da equipe, relembrando toda a história do clube.

Os primeiros títulos

Elenco dos Reds que conquistou o Campeonato Ingles pós Segunda Guerra.

Logo no começo de sua história, os Reds mostraram que chegaram para incomodar, vencendo o seu primeiro Campeonato Regional um ano depois, a Liga da região de Lancashire, ganhando assim o direito de disputar a segunda divisão inglesa.

Em sua primeira participação nela, o Liverpool conseguiu o título e acesso para a primeira divisão, e as conquistas não pararam por aí. Em 1901, com menos de 10 anos, os Reds levaram o seu primeiro Campeonato Inglês. A segunda conquista da competição não demorou, vindo na temporada 1905/06.

Em 1914, a equipe chegou a sua primeira decisão da FA CUP, mas acabou sendo derrotado pelo Burnley na grande final. Outro período mágico vivido nos primeiros anos do clube foi nas temporadas de 1921/22 e 1922/23, quando os Reds pela primeira vez ficaram com o bicampeonato inglês consecutivo.

Anos depois, em 1947, o clube fez mais uma vez história. O Liverpool foi o primeiro campeão da Inglaterra após a 2ª Guerra Mundial, onde a competição havia ficado paralisada por seis anos. A equipe ficou na frente do Manchester United por um ponto.

Década de 1950: trágica derrocada do Liverpool 

Em 1950, o Liverpool disputou a sua primeira partida no emblemático Estádio de Wembley, mas acabou sendo derrotado para o Arsenal na final da Copa. Quatro anos depois, em 1954, a equipe caiu em um dos momentos mais difíceis de sua história, sendo rebaixado para a segunda divisão após 50 temporadas seguidas na elite.

Bill Shankly é um dos maiores técnicos do Liverpool.

Após anos de humilhações na segunda divisão e quedas precoces nas Copas, inclusive sendo eliminados por equipes que nem disputavam a liga, o Liverpool trouxe o escocês Bill Shankly para ser o novo treinador, e ele fez história.

Ficando no clube até 1974, o treinador recolocou os Reds no lugar de onde nunca deveria ter saído. Ainda conquistou diversos títulos, como 3 Campeonatos Inglês, 2 Copas da Inglaterra, 4 Supercopas da Inglaterra e uma Liga Europa.

Foi sobre a era Bill Shankly que os torcedores adotaram a música “You will never walk alone”, cantada nos estádios até hoje. A lenda se aposentou por um pedido de sua esposa, e acabou assim dando lugar a seu assistente técnico, Bob Paisley.

Década de 1960: Liverpool se reergue e reencontra caminho de títulos 

Sobe o comando de Bill Shankly, o Liverpool reformulou tudo e conseguiu retornar para a primeira divisão após longos 8 anos em divisões inferiores. Em 1965, uma mudança. Os Reds finalmente adotaram o uniforme principal com todos os itens em vermelho, deixando o branco como segunda opção. Essa modificação só ocorreu, porque o treinador acreditava que a cor vermelha fosse mais intimidadora.

Com o escocês, o Liverpool levou a sua primeira FA Cup, a Copa Inglesa, no ano de 1965. Um ano depois, em 1966, os Reds chegaram a sua primeira final europeia, a UEFA Winner’s Cup, mas acabou perdendo a final para o Borussia Dortmund. Essa foi sem dúvidas o único ponto que faltou para o casamento entre Bill Shankly e Liverpool ser ainda mais perfeito.

Década de 1970: Liverpool domina a Europa

Elenco vitorioso do Liverpool.

A década de 1970 foi fenomenal, colocando o Liverpool de vez na prateleira de cima, entre os maiores clubes do mundo. Bob Paisley se tornou o novo treinador da equipe e permaneceu por 44 anos, sendo o primeiro em sua função a conquistar 3 Champions, continuando o legado de Bill Shankly.

Só nos anos 1970, a equipe conquistou cinco títulos europeus, sendo bicampeã da Champions League em 77 e 78. Além disso, o Liverpool ainda conquistou duas vezes a Europa League, em 1973 e 1976, e a Supercopa da Europa em 1977, quando empatou por 1 a 1 na Alemanha com o Hamburgo e aplicou 6 a 0 na volta, em Anfield. Além dos títulos internacionais, o clube conquistou quatro vezes o Campeonato Inglês.

Ainda em 1977, por muito pouco o clube não conquistou um Triplete. A equipe venceu o Campeonato Inglês e a Liga dos Campeões, mas acabou perdendo na final da FA Cup para o United, escapando por pouco.

Esse período também ficou marcado pela mudança de protagonismo na equipe, pois o atacante Kevin Keegan deixou a equipe e Kenny Dalglish chegou. Keegan foi o grande destaque nas conquistas no início dos anos 1970.

O time base da época foi: Ray Clemence; Phil Neal; Joey Jones; Inglaterra Phil Thompson (Tommy Smith) e Ray Kennedy; Emlyn Hughes; Kenny Dalglish e Jimmy Case (David Johnson); Steve Heighway; David Fairclough (John Toshack) e Ian Callaghan; dirigidos por Bob Paisley.

1976-77: Primeiro título da Champions League

Primeiro título dos Reds da Champions League.

Após um período vitorioso nos anos de 1960 e no início da década de 1970, faltava ao Liverpool o primeiro título da competição mais importante do continente. Na temporada 1976/77, a Champions League, que na época era chamada de Taça dos Campeões Europeus, já era a grande obsessão dos Reds.

Já na fase inicial, o Liverpool atropelou o Crusaders da Irlanda do Norte, em 7 a 0 no agregado. Na segunda fase, os Reds bateram o Tranbzonspor da Turquia e nas quartas passaram pelo tradicional Saint-Étienne da França. Na semifinal, o adversário foi o Zurich e mais duas vitórias tranquilas para os ingleses, que foram enfrentar o Borussia Monchengladbach na decisão.

Em grande final decidida no Olímpico de Roma, Dermont, Smith e Neal anotaram os gols do Liverpool, construindo  vitória fácil por 3 a 1. Era o primeiro título de Champions League dos Reds, que abriu um caminho de vitórias na Europa.

1977-78: Liverpool repete feito e se torna bicampeão da Champions

Bicampeonato da Champions League seguido.

Por ter sido campeão do ano anterior, o Liverpool não precisou disputar a primeira fase da Champions League 1977-1978, entrando direto na segunda fase.

Então, os Reds não fizeram feio e garantiram uma tranquila classificação sobre o Dynamo Dresden da Alemanha. Nas quartas de finais, o Benfica era o adversário da vez e o Liverpool não tomou conhecimento da equipe portuguesa e atropelou sem dificuldades. Na semifinal, o Borussia Monchengladbach teve a chance de uma revanche, pois venceram o primeiro jogo por 1 a 0 em casa, porém os ingleses reverteram a situação com um 3 a 0.

Com a classificação para a grande final, o Liverpool teve pela frente o Club Brugge da Bélgica. Os Reds tiveram a chance de jogar essa final em seu país, no mítico estádio do Wembley. Daglish foi o autor do único gol da partida, garantindo o segundo título da competição para a sua equipe.

Década de 1980: Liverpool amplia a hegemonia na Inglaterra e mantém destaque Europeu

Após uma década de ouro em 1970, o Liverpool manteve a hegemonia em 1980. Ainda com jogadores da década passada, o clube venceu a Champions League de 1981. Na ocasião, o time base dos Reds foi: Ray Clemence; Phil Neal, Phil Thompson, Alan Hansen e Alan Kennedy; Graeme Souness, Terry McDermott, Sammy Lee e Ray Kennedy; David e Kenny Dalglish.

A equipe ainda venceu mais uma vez o torneio, em 1984. Além dos títulos Europeus, o Liverpool também conquistou 6 vezes o Campeonato Inglês na década, inclusive com o tricampeonato de 1981 a 1984, sendo um grande marco.

1980-1981: Liverpool x Real Madrid: conquista da 3ª UEFA Champions League

Liverpool conquista sua terceira Champions League.

Na primeira fase da Champions League 1980-1981, o Liverpool enfrentou o OPS, da Finlândia, e empatou por 1 a 1 na ida. Já em Anfield, uma goleada histórica, 10 a 1. Nas oitavas de finais, a equipe duelou com os escoceses do Aberdeen e venceram duas vezes, sendo 1 a 0 fora e 4 a 0 em casa.

Nas quartas de finais, mais um atropelo. Diante do CSKA Sofia, da Bulgária, os Reds fizeram 5 a 1 na ida, e ainda venceram por 1 a 0 na volta. Nas semifinais, diante do Bayern Munich, empate sem gols no Anfield e novo empate na Alemanha, dessa vez por 1 a 1, com gol de Kennedy. Pelo sistema de gol fora, os Reds acabaram se credenciando para mais uma decisão de Champions League.

Na final, o adversário era o Real Madrid, tricampeão Espanhol. O Liverpool acabou vencendo por 1 a 0 em Paris, com gol de Kennedy. Terry McDermott e Graemes Souness dividiram a artilharia do clube e da UCL em 1981, ambos com seis gols.

Com o título, o Liverpool de Bob Paisley foi disputar o Mundial contra o Flamengo de Zico. Porém, os brasileiros venceram por 3 a 0, com gols de Nunes (duas vezes) e Adílio, e ficaram com o título.

1984: Liverpool conquista 4ª UEFA Champions League e mais 2 campeonatos

Mais uma conquista dos Reds, a 4ªChampions.

Em 1984, o Liverpool buscou a sua 4ª Champions League e ainda venceu mais duas competições, sendo o Campeonato Inglês e a Copa da Liga Inglesa, além de bater na trave mais uma vez no Mundial.

Na primeira fase da Champions League, o clube inglês bateu o Odense, da Dinamarca, por 6 a 0 no placar agregado. Em seguida, passou pelo Athletic Bilbao em dois jogos duros, empatando sem gols na Inglaterra e vencendo pelo placar mínimo na Espanha.

Nas quartas de finais, contra o Benfica, uma vitória simples em Anfield e uma goleada em Portugal, 4 a 1. Nas semifinais o adversário foi o Dinamo Bucharest, com os Reds vencendo os dois jogos, por 1 a 0 e 2 a 1.

Na decisão o adversário era a Roma em pleno Estádio Olímpico. No tempo normal, 1 a 1, com gol de Neal. Nos pênaltis, os Reds venceram por 4 a 2 e levaram o 4º título da UCL.

Após levar mais uma Orelhuda, o clube buscava pela primeira vez o Mundial. O adversário da vez foi o Independiente, da Argentina. Com gol de José Percudani aos 6 minutos de jogos, os Hermanos levaram o título e os Reds bateram na trave mais uma vez.

Kenny Dalglish um dos maiores ídolos do Liverpool

Kenny Dalglish, um dos maiores ídolos dos Reds.

Dalglish que havia chegado do Celtic para o Liverpool em 1977, viveu a melhor fase de sua carreira na equipe inglesa. Suas conquistas como jogador fez com que ele fosse eleito o maior ídolo da equipe na época. O craque conquistou 6 Campeonatos Ingleses, 3 Champions League, 1 FA Cup, 4 Copas da Liga Inglesa e 5 Supercopas da Inglaterra. Esses títulos lhe renderam o prêmio Ballon d’Or de 1983.

Em sua trajetória pelos Reds, Dalglish atuou pela equipe durante 13 anos, entrando em campo em 505 jogos e marcando 169 gols. O craque é o 7º maior artilheiro da história do clube.

Após encerrar a carreira como jogador, Dalglish se tornou treinador do Liverpool e de quebra conquistou o tricampeonato inglês entre o final dos anos 1980 e o início da década de 1990. Além disso, ele venceu 2 Copas da Inglaterra e 4 Supercopas da Inglaterra. Seu nome é ligado até hoje ao clube, no qual ele havia treinado novamente entre 2011-12.

Torcedores do Liverpool envolvidos em dois desastres: Heysel Stadium (1984) e Hillsborough (1989)

A tragédia de HEysel ocorreu em 1985, após briga dos hoolingans.

Nem tudo foram flores na década de 1980. Os torcedores do Liverpool acabaram se envolvendo em dois desastres históricos, nos anos de 1984 e 1989.

No primeiro, denominado de Heysel Stadium, os torcedores do Liverpool atacaram os da Juventus na final da UEFA Champions League que foi disputada em Bruxelas, na Bélgica, ocasionando em um grande desastre. Como pena, os Reds foram banidos por 10 anos de competições europeias, cumprindo seis até a redução de pena e a liberação.

O outro episódio foi denominado de Hillsborough Hills. No Estádio que leva o nome da tragédia, localizado em Sheffield, Liverpool e Nottingham Forest se enfrentavam pela semifinal da Copa da Inglaterra. Porém, antes da bola rolar, o comandante policial David Duckenfield deu uma ordem para que um portão fosse aberto, o que ocasionou em uma superlotação. As arquibancadas não resistiram e desabaram, matando 94 torcedores do Liverpool.

Os “Hoolingans”

Hoolingans em português significa vândalos.

Os grandes responsáveis por essas duas grandes tragédias foram os Hoolingans do Liverpool, que passaram a chamar atenção do mundo. Após esses episódios e punições contra os Reds e outras equipes inglesas, esses torcedores violentos começaram a ser mais reprimidos.

O termo “Hoolingan” em português significa vândalo e se popularizou por nomear torcedores brigões de diversas equipes da Inglaterra, entre elas o Liverpool. Esse grupo foi criado em um período em que a Inglaterra passava por uma crise financeira e também em meio ao crescimento do movimento punk. Vários torcedores bebiam muito e brigavam dentro e em volta dos estádios.

Com o passar do tempo, as brigas em estádios passaram a ser rotina dentro do futebol inglês e as autoridades nada faziam. O “hooliganismo” se tornou popular principalmente nos anos de 1970 até o final da década de 1980, quando as tragédias explodiram.

Para combater os hoolingans, diversas medidas foram tomadas pela Federação Inglesa, incluindo a instalação de câmeras e alambrado. Anos depois, a Premier League assumiu a primeira divisão do país, endurecendo a segurança no início dos anos 1990.

1990-2004: Liverpool perde relevância na Europa e não conquista nenhum Inglês

Entre 1990 e 2004, o Liverpool não teve tantas conquistas para o seu tamanho. Foram 2 Copas da Inglaterra e 1 Copas da Liga Inglesa no país, sem nenhum Campeonato Inglês. Em nível europeu, conquistou apenas uma UEFA Europa League em 2001.

Para piorar, o período ficou marcado pela ascensão do Manchester United com Alex Ferguson, ganhando muitos títulos. Porém, mesmo sem tantas conquistas, os Reds ainda tinham esperanças com grandes nomes, com os destaques para Michael Owen, Jamie Carragher e Steve Gerard, que davam esperanças de dias melhores.

2005-2020: Liverpool obtém 2 UEFA Champions League em 4 finais

Após o período de “seca”, o Liverpool conseguiu chegar a 4 finais de Champions League entre 2005 a 2020. Das 4 finais, conseguiu dois títulos, em 2005 e 2019, . Além disso, na temporada 2019-2020, conquistou a sonhada Premier League pela primeira vez e também o seu primeiro Mundial de Clubes.

Em 2010, Liverpool ainda foi vendido para grupo americano de esportes, o New England Sports Ventures (NESV), reformulando a equipe com novas peças e apostando no treinador Jurgen Klopp, que assumiu em 2015 e obteve ótimso resultados.

2005: Liverpool conquista a  Champions League no “milagre de Istambul”

Liverpool conquista sua 5ª Champions, dessa vez em jogo histórico contra o Milan.

Em 2004/05, o Liverpool precisou passar pela fase de qualificação da Champions League, onde bateu o Grazer por 2 a 0 na ida e perdeu por 1 a 0 na volta. Classificado, caiu em um grupo com Monaco, Olympiakos e La Coruña, avançando na 2ª posição com 10 pontos somados.

Nas oitavas de finais, enfrentou o Bayer Leverkusen e venceu duas vezes pelo mesmo placar, 3 a 1. Nas quartas de finais, duelou com a Juventus e venceu por 2 a 1 no Anfield, em seguida, segurou o empate sem gols na Itália.

Já nas semifinais, um clássico diante do Chelsea. Na ida, fora de casa, empate sem gols. Já na volta o 1 a 0 bastou para colocar os Reds na decisão, onde iria enfrentar o Milan de Maldini, Kaká, Seedorf, Crespo e companhia.

Com gols de Maldini e Crespo (duas vezes), o Milan foi para o intervalo vencendo por 3 a 0 e com o título na mão. Porém, o Liverpool não desistiu, e com um segundo tempo arrasador, empatou o jogo e levou a decisão para os pênaltis. Gerrard, Šmicer e Alonso foram os autores dos gols do empate salvador.

Foi então que o goleiro Dudek brilhou, que  ao defender o último pênalti de Andriy Shevchenko deu o título para os Reds. A partida ficou conhecida como o “Milagre de Istambul”.

2005 – Mais um tropeço em Mundial, agora contra o São Paulo

Após o título, o Liverpool foi mais uma vez tentar o seu primeiro Mundial de Clubes. Nas semifinais, vitória tranquila sobre o Deportivo Saprissa por 3 a 0. Já na decisão, pelo caminho teve o São Paulo, mas o favoritismo inglês parou em um dia iluminado do goleiro Rogério Ceni, que teve uma atuação fantástica. Mineiro anotou o único gol do jogo, dando o título ao Tricolor Paulista.

O time base daquela temporada mágica, que não foi apagada pelo vice Mundial, foi: Dudek; Finnan, Carragher, Hyypiä e Traoré; Alonso, Luis Garcia, Gerrad e Riise; Kewell (Hamann) e Baros (Cissé). O comandante foi Rafa Benítez.

Steven Gerrard, para muitos, o maior ídolo dos Reds

Steven Gerrard tem carreira dedicada aos Reds.

Chegando ao clube no início dos anos 2000, Steven Gerrard foi o grande destaque na arrancada da equipe rumo ao título da Champions League de 2005. Porém ele não conseguiu o título da temporada 2006/07, em derrota para o algoz Milan. Outra conquista que trambém falta na carreira do jogador é a Premier League, que para muitos, essa é uma das maiores injustiças do futebol.

O craque dedicou toda sua carreira ao clube que o revelou em 1998, o Liverpool, durante 17 anos. De lá para cá, Gerrard venceu a Europa League de 2000/01, além de uma Champions League, 2 Supercopas da Europa, 2 Copas da Inglaterra, 3 Copas da Liga Inglesa e Supercopas da Inglaterra.

Gerrard é o 3º jogador que mais vestiu a camisa do Liverpool e o 5º maior artilheiro da equipe, por isso que para muitos ele é o maior ídolo dos Reds. O craque atuou pelo clube em 711 partidas, anotando 186 gols.

2019: Liverpool bate o Tottenham e obtém a 5ª UEFA Champions League

A mais recente conquista de Champions League.

Após bater na trave na temporada anterior, quando perdeu a final da Champions League para o Real Madrid, o Liverpool entrou em 2019 com sangue nos olhos para buscar a conquista.

Na primeira fase, a equipe estava no chamado grupo da morte, com PSG, Napoli e Estrela Vermelha. Os Reds avançaram na 2ª posição com nove pontos ganhos.

Nas oitavas de finais, a equipe eliminou o Bayern Munich após empatar sem gols na ida e vencer por 3 a 1 na volta. Em seguida, nas quartas de finais, duas vitórias sobre o Porto, sendo por 2 a 0 na ida e 4 a 1 na volta.

Nas semifinais, um jogo histórico. Após perder na ida por 3 a 0 para o Barcelona de Lionel Messi, os Reds fizeram o “impossível”, batendo o time estrelado por 4 a 0 e garantindo um lugar na decisão da competição.

Na final, o adversário era outro time inglês, o Tottenham, em duelo no Estádio Wanda Metropolitano, em Madrid. Salah abriu o placar logo aos 2 minutos e os Reds foram administrando durante a partida. Nos minutos finais, Origi ainda ampliou, 2 a 0, garantindo o 5º título de Champions do Liverpool.

O time base da conquista foi: Alison; Arnold, Van Dijk, Matip e Robertson; Fabinho, Henderson e Wijnaldum; Salah, Mané e Firmino, dirigidos por Jurgen Klopp

2019: Liverpool dá o troco no Flamengo e é campeão do mundo

Firmino ao marcar o gol do único título mundial do Liverpool.

Sem Fabinho, lesionado, mas com Naby Keita, o Liverpool foi para o Mundial de Clubes para se vingar de 1981 e buscar finalmente a sua primeira conquista da competição.

Nas semifinais, enfrentou o Monterrey e venceu por 2 a 1, com gols de Keita e Roberto Firmino, se credenciando assim para enfrentar o Flamengo de Jorge Jesus na final.

Contra o Mengão, um jogo bem disputado, com os Reds melhores, mas os brasileiros não deixaram de jogar. Apesar de ambos os lados terem oportunidades, o jogo terminou empatado sem gols. Porém, na prorrogação, coube ao brasileiro Roberto Firmino fazer a jogada diante de Rodrigo Caio e anotar o único gol do jogo, 1 a 0. O Liverpool conquistou o seu primeiro Mundial!

2019-2020: Liverpool conquista pela primeira vez a Premier League

Primeira conquista do Liverpool de uma Premier League.

Segundo maior campeão inglês, uma situação que ainda incomodava o Liverpool era de o clube não ter conquistado o título após a mudança para Premier League, que aconteceu em 1992. O último título da Liga Nacional dos Reds havia sido apenas em 1990.

Em 2020, o favorito era o Manchester City de Guardiola, até então, atuais campeões. Mas o Liverpool de Jurgen Klopp acabou com o jejum e fez uma campanha histórica, sem dar chances para os rivais.

Com a base da mesma equipe campeã da Champions League e Mundial, os Reds somaram 99 pontos em 38 jogos, vencendo 32 vezes, empatando e perdendo apenas três vezes. Além disso, foram 85 gols marcados e 33 sofridos, um saldo positivo de 52.

Entre os principais destaques, o clube teve Alisson, com 13 jogos sem ser vazado e uma defesa sólida com Van Dijk. Na frente, o trio Salah (19 gols e 10 assistências), Mané (18 gols) e Firmino (8 assistências) fizeram a diferença.

Referências:

https://mapadelondres.org/maiores-torcidas-da-inglaterra/

https://premierleaguebrasil.com.br/escudos-dos-times/

https://liverpoolfcbr.com/2020/01/24/jogadores-que-mais-jogaram-e-mais-marcaram-gols-na-historia-do-liverpool/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Kevin_Keegan

https://pt.wikipedia.org/wiki/Bob_Paisley

https://vitornc8.medium.com/curiosidades-sobre-o-liverpool-football-club-db0097f7bc9

https://exame.com/tecnologia/estudo-revela-quais-os-times-de-futebol-mais-populares-da-internet/

https://en.wikipedia.org/wiki/Kenny_Dalglish

https://www.ogol.com.br/player.php?id=27209&epoca_id=0

https://www.ogol.com.br/player.php?id=1526

https://pt.wikipedia.org/wiki/Steven_Gerrard

https://www.liverpoolfc.com/history

https://en.wikipedia.org/wiki/1981_European_Cup_Final

https://pt.wikipedia.org/wiki/Liverpool_Football_Club

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1976%E2%80%9377

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1977%E2%80%9378

https://pt.wikipedia.org/wiki/Supercopa_Europeia_de_1977

https://en.wikipedia.org/wiki/Bill_Shankly

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1980%E2%80%9381

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ta%C3%A7a_dos_Clubes_Campe%C3%B5es_Europeus_de_1983%E2%80%9384

https://trivela.com.br/como-final-da-champions-de-1981-marcou-os-rumos-de-liverpool-e-real-madrid/

https://www.goal.com/br/not%C3%ADcias/flamengo-x-liverpool-no-mundial-de-1981-quem-fez-os-gols/10h42uz9wm0w6165rp82dnh275

https://www.ogol.com.br/jogo.php?id=110629

https://en.wikipedia.org/wiki/Hillsborough_disaster

https://pt.wikipedia.org/wiki/Liga_dos_Campe%C3%B5es_da_UEFA_de_2004%E2%80%9305

https://pt.wikipedia.org/wiki/Liga_dos_Campe%C3%B5es_da_UEFA_de_2018%E2%80%9319

https://www.ofutebologo.com.br/2017/05/times-de-que-gostamos-liverpool-2004-2005.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Mundial_de_Clubes_da_FIFA_de_2005

https://www.ogol.com.br/jogo.php?id=7093307

https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_de_Clubes_da_FIFA_de_2019

https://pt.wikipedia.org/wiki/Premier_League_de_2019%E2%80%9320

Maiores técnicos do clube

Maiores artilheiros do clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *