Carlos Tevez

Atacante
639 Jogos Oficiais
26 Títulos Oficiais
238 Gols Marcados
Carlos Tévez é uma Lenda do Futebol.
Carlos TévezArgentina - Ciudadela
Nascimento 04 de fevereiro de 1984
Falecimento
Apelidos Carlitos
Carreira Início: Boca Jrs (2001)
Término: Ainda em ação
Características Altura: 1,73m
Destro
Posição / Outras posições Atacante
Mundial de Clubes

2008

UEFA Champions League

2007-2008

Libertadores

2003

Melhor jogador da América (Rei da América)

2003, 2004, 2005

Perfil / Estilo do jogador

Reconhecidamente um dos mais talentosos jogadores surgidos na Argentina no Séc XXI, Carlos Tévez é caracterizado principalmente pela sua raça e técnica. Foi destaque em praticamente todos os clubes por onde passou, incluindo o Boca Jrs, o Corinthians, fora os gigantes europeus Manchester United e Juventus. Somente na seleção Argentina que o atacante não conseguiu tanto destaque, a não ser pelo título Olímpico de 2004.

Categoria de base

Data Clube    
1992-1997 All Boys    
1997-2001 Boca Juniors    

Clubes em que atuou

Data Clube Jogos Gols
2001-2005 Boca Juniors 75 26
2005-2006 Corinthians 38 25
2006-2007 West Ham United 26 7
2007-2009 Manchester United 99 34
2009-2013 Manchester City 148 73
2013-2015 Juventus 96 50
2015-2016 Boca Juniors 34 14
2017 Shanghai Shenhua 16 4
2017-xx Boca Juniors 51 19

Histórico pela Seleção

Ano Seleção Jogos Gols
2004-2015 Argentina 76 13

Conquistas por Clubes

Clube Título Temporada
Boca Juniors Campeonato Argentino 2003 (Apertura), 2015, 2016–17, 2017–18 e 2019–20
Boca Juniors Copa Libertadores da América 2003
Boca Juniors Copa Sul-Americana 2004
Boca Juniors Mundial de Clubes FIFA 2003
Boca Juniors Copa da Argentina 2014–2015
Boca Juniors Supercopa Argentina 2018
Corinthians Campeonato Brasileiro 2005
Manchester United Premier League 2007–08 e 2008–09
Manchester United EFL Cup 2008–2009
Manchester United FA Community Shield 2008
Manchester United UEFA Champions League 2007–2008
Manchester United Mundial de Clubes FIFA 2008
Manchester City Premier League 2011–2012
Manchester City FA Cup 2010–2011
Manchester City FA Community Shield 2012
Juventus Serie A 2013–2014 e 2014–2015
Juventus Coppa Italia 2014–2015
Juventus Supercoppa Italiana 2013
Shanghai Shenhua Chinese FA Cup 2017

Conquistas pela Seleção

Título Ano
Sul-americano sub-20 2003
Medalha de Ouro nas Olimpíadas 2004
CONMEBOL Pré-Olímpico 2004

Conquistas Individuais

Prêmio Ano Representando
Futebolista do Ano na América do Sul 2003, 2004 e 2005 Boca Juniors e Corinthians
Melhor jogador da Copa Libertadores 2003 Boca Juniors
Jogador do Ano na Argentina 2003 e 2004 Boca Juniors
Bola de Ouro Campeonato Brasileiro 2005 Corinthians
Artilheiro da Premier League 2010-2011 Manchester City
Time da temporada da UEFA Europa League 2013-2014 Juventus
Futebolista do Ano na Serie A 2014-2015 Juventus

Desempenho

0,40
Média
Gols por jogo
1,37
Média
Títulos / Anos de carreira (Profissional)
Força
4
Passe
3
Controle de Bola
3
Drible
3
Velocidade
4
Técnica
3
Finalização
4
Condicionamento Físico
4
Fundamentos Defensivos
3

Biografia

Carlos Tévez: A raça argentina dentro de campo!

Carlos Tévez é uma Lenda do Futebol.

Carlos Alberto Martínez Tévez, ou simplesmente Carlos Tévez, é um dos jogadores que mais representa o espírito argentino dentro dos gramados nos últimos tempos. Além de toda a habilidade e técnica que o colocaram por muito tempo entre um dos principais jogadores do mundo, a raça de Tévez sempre foi destaque pelos clubes que ele passou. Mesmo com apenas 1,71m de altura, Carlitos Tévez, como também era carinhosamente chamado, era forte o suficiente para se proteger de jogadas mais agressivas por parte dos defensores.

Cria e ídolo do Boca Juniors, já em final de carreira, Carlos Tévez abriu mão de um alto salário na China para retornar ao clube onde havia iniciado e é um torcedor declarado, para encerrar sua carreira. Na equipe argentina, o atacante Xeneize fez história com 5 títulos argentinos, além de uma Libertadores da América em 2003, e um Mundial de Clubes no mesmo ano. Como grande amante do Boca Juniors, Tévez nunca escondeu sua idolatria pelo maior ídolo do futebol argentino, Diego Armando Maradona.

Ídolo por onde passou

Carlos Tévez fez história no Corinthians.

Para os torcedores brasileiros, a lembrança de Tévez  está em sua rápida e ótima passagem no Corinthians, entre os anos de 2005 e 2006, quando foi campeão brasileiro, sendo escolhido o melhor jogador da competição. Carlos Tévez rapidamente se identificou com a Fiel Torcida pela sua garra dentro dos gramados. E mesmo com o pouco tempo no Brasil, ele se tornou um ídolo histórico do SC Corinthians, sendo que por diversos anos, muitos torcedores sonhavam com a sua volta, tamanha foi a identificação.

Na Europa, Carlitos também foi muito ídolo, por todos os clubes pelo qual passou. Ele começou sua trajetória no velho continente pelo West Ham, de onde seguiu para o Manchester United, depois para o rival City, e terminou sua história na Europa na Juventus, de Turim, no ano de 2015. Além de conquistar os torcedores de todos estes clubes, Carlos Tévez também conquistou muitos títulos, inclusive uma Champions League com o United, no ano de 2007-2008, quando foi um dos destaques de um trio ofensivo formado por ele, Rooney e Cristiano Ronaldo.

Já na seleção da Argentina, ficou a sensação de que Tévez poderia ter dado um pouco mais, já que durante toda a sua carreira se mostrou meio problemática, principalmente no relacionamento com os treinadores. Além disso, entre convocações e afastamentos, especula-se que Tévez não tinha uma boa relação com Lionel Messi, uma das razões de ter ficando de fora da Copa do Mundo de 2014.

Até o final de 2020, ainda em ação pelo Boca Juniors, Carlos Tévez já anotou 221 gols, com um total de 124 assistências em sua carreira.

Carlos Tévez, o craque do povo

Tévez é o torcedor Xeneize em campo.

A história de Carlos Tévez inicia em 5 de fevereiro de 1984, no munícipio Ciudadela, que fica na grande Buenos Aires. O bairro de Ejércitos de Los Andes, em que Tévez nasceu e passou a infância, foi fundado para abrigar pessoas que perderam suas casas para construção dos estádios para a Copa do Mundo de 1978. Devido a alta criminalidade que tem no bairro, o local é conhecido como Forte Apache.

O pai biológico de Tevez nunca reconheceu sua família e faleceu quando o craque argentino ainda era um bebê. Por causa disso, Carlos Tevez foi batizado como Carlos Alberto Martínez, sobrenome materno, adquirindo o sobrenome “Tevez”, um tempo depois de ter sido adotado por seus tios. Sua mãe sofria de surtos e não pôde cuidar do filho.

Com pouco mais de um ano de idade, Tévez sofreu um acidente que levou marcas para o resto de sua vida. Ele derrubou água fervendo em seu corpo, o que ocasionou uma série de queimaduras de terceiro grau, que sempre foram destaque na fisionomia do atacante. Assim como seus dentes tortos, que ele adquiriu em uma briga de rua por causa de dinheiro. Carlos Tévez jamais quis remover as marcas das queimaduras, apesar de sugestões médicas.

Os primeiros passos de Tévez no futebol

Em seu bairro, Carlos Tevez começou a jogar no Estrellas del Uno, clube formado pelas crianças do prédio 1 do Forte Apache. Em seguida, o jogador foi promovido pelo Santa Clara, equipe que reunia os melhores jogadores da região. Logo depois, Tevez foi jogar no time do bairro vizinho, o Villa Real, que disputava a liga infantil da Argentina.

Riquelme e Tévez na base do Boca Jrs.

Em 1989, Tevez foi para as categorias de base do All Boys, com apenas 5 anos e permaneceu até 1997, quando foi levado para as categorias de base do Boca Juniors com 13 anos. Olheiros do Boca Juniors ficaram impressionados com uma grande atuação de Carlos Tevez (que na época era Martinez) em um jogo e levaram o jogador por apenas 10 mil dólares, com ajuda da família do atleta, que ameaçou o All Boys de ir à justiça, caso a transferência não ocorresse. Foi nesse período que Tevez passou a usar seu sobrenome atual.

Boca Juniors: Na primeira passagem, a formação de um ídolo

Em 21 de outubro de 2001, Carlos Tévez fazia a sua estreia no seu clube de coração, o Boca Juniors. Mas a estreia foi amarga e com uma derrota por 1 a 0, para o Talleres. Mas já na estreia, Carlitos realizou seu sonho de jogar ao lado do ídolo Juan Roman Riquelme, também maior jogador do clube à época.

Carlos Tévez na sua estreia pelo Boca.

Não demorou muito e Tévez passou a ganhar mais espaço na equipe do Boca Juniors no ano de 2002, inclusive sendo eleito o jogador do ano no futebol argentino, na temporada 2002-2003. Ao lado de Delgado e Schelotto, fez um trio de ataque dos mais fortes da América do Sul, isso sob o comando do mítico técnico Carlos Bianchi.

E já na Copa Libertadores daquela temporada, Carlos Tévez foi peça fundamental para a conquista Xeneize, marcando gol no segundo jogo da finalíssima, contra o Santos, em pleno estádio do Morumbi. Numa vitória que garantiu mais um título de Libertadores para o Boca. No final daquele mesmo ano, o Boca Juniors enfrentou o Milan, pela Copa Intercontinental (hoje chamada de Mundial de Clubes), com uma vitória inesquecível nos pênaltis, após empate de 1 a 1 no tempo normal.

Em 2004, Carlitos levou o Boca Juniors a mais uma conquista, o torneio apertura do campeonato argentino, além da Copa Sul-Americana. Na final da competição continental, os argentinos conseguiram reverter o placar de 1 a 0 sobre o Bolívar, vencendo por 2 a 0 em pleno estádio La Bombonera. Essa partida marcou o fim da primeira passagem de Tévez no clube argentino. Seu destino seria o time brasileiro do Corinthians, novo rico do continente.

Na primeira passagem pelo time Xeneize, Carlos Tévez atuou em 110 partidas, marcou 38 gols, e levantou quatro taças.

Corinthians 2005: Carlitos, o novo ídolo da Fiel

Era 2005 quando Carlitos Tévez chegava ao Corinthians numa contratação que até então ninguém acreditava. Era o melhor jogador do continente, e que os brasileiros depositaram uma quantia de 15 milhões de euros, o que na época seria algo em torno de 45 milhões de reais. Quantia gigantesca para uma equipe brasileira gastar. A transação foi realizada em parceria com a MSI, e ainda uma das mais caras da história do clube, mas Carlos Tévez não decepcionaria.

Corinthians em 2005.

No dia 29 de janeiro de 2005, Tevez estreou com a camisa do Corinthians pelo Campeonato Paulista, contra o América-SP. Um pouco mais de 40 mil corintianos foram ao estádio do Morumbi e viram a vitória de 1 a 0 da equipe alvinegra. Na mesma competição, o Corinthians perdeu o Paulistão para o rival São Paulo, em competição que foi realizada em pontos corridos.

No Campeonato Brasileiro do mesmo ano, o Corinthians não começou muito bem, inclusive perdendo de goleada para o São Paulo – que também vivia ótima fase no momento – culminando na demissão do técnico argentino Daniel Passarella. Mas com o passar das rodadas o alvinegro se encontrou e Carlos Tévez passaria a ser cada vez mais decisivo, e deixando em campo tudo o que dele se esperava.

Nilmar e Tévez no Corinthians.

No mesmo campeonato ocorreu a máfia do apito e dois jogos do Corinthians foram anulados, uma derrota para o São Paulo por 3 a 2 e um empate com o Santos em 1 a 1. Com a repetição das partidas, o Corinthians empatou com o São Paulo em 1 a 1 e venceu o Santos por 3 a 2.  Pouco depois, o Corinthians se tornou campeão brasileiro daquele ano, com Tévez sendo grande destaque com 20 gols marcados.

No Brasil, nasce uma dupla letal: Tévez e Nilmar

Além de Carlos Tévez, outro destaque na importante campanha do Corinthians rumo ao título Brasileiro de 2005 foi Nilmar. Ambos jovens, Nilmar chegava do Olympique Lyon, da França, após surgir como um fenômeno no Internacional de Porto Alegre. Uma das partidas mais memoráveis da dupla de ataque aconteceu na reta final daquele Brasileirão de 2005, contra o Santos, com uma sonora e histórica goleada de 7 a 1. Na ocasião, Carlos Tévez marcou três vezes, enquanto Nilmar anotou mais dois.

No Campeonato Brasileiro de 2005 que o Timão sagrou-se campeão, ambos foram responsáveis por um total de 27 gols naquela competição.

A conturbada saída de Tévez do Corinthians

A passagem de Carlos Tevez pelo Corinthians se encerrou em agosto de 2006, pouco mais de um ano e meio depois de sua chegada. A equipe não estava bem no Campeonato Brasileiro, e o argentino já dava demonstrações que não queria continuar no Brasil. Mas um caso colocou o ponto final em sua passagem pelo Timão, quando torcedores corintianos invadiram o CT e chutaram o carro do jogador, que estava com a esposa Vanessa e a filha Florência. Após esse episódio, Tévez fez um gesto de “cala a boca” para a torcida do Corinthians, após um gol contra o Fortaleza.

Em sua passagem pelo Corinthians, Tévez atuou em 78 jogos, marcou 46 gols e ainda contribuiu com 16 assistências. Além de ter conquistado o Campeonato Brasileiro de 2005, escolhido como o melhor jogador.

Numa polêmica escolha, Carlos Tévez vai atuar no West Ham

Tévez e Mascherano chegam ao West Ham.

Grande sensação do futebol sul-americano, Carlos Tévez foi contratado pelo West Ham para a temporada 2006-2007, por pouco mais de 14 milhões de euros, aproximadamente 42 milhões de reais. Junto a ele, também chegou o compatriota e que também estava atuando no Corinthians, Javier Mascherano. Com valores não divulgados na época, foi-se levantado suspeitas que ambos os atletas teriam sido cedidos de graça, já que pertenciam à MSI.

Porém, o início de Tévez na Inglaterra não foi fácil. Nos primeiros 19 jogos em que o atacante esteve em campo pelo West Ham, ele não conseguiu anotar nenhum gol. A grande virada aconteceu em março de 2007, quando ele passou cada vez mais a ser decisivo para a equipe quando, em confronto contra o Tottehnham deu duas assistências e anotou um gol, que acabaram não evitando a derrota por 4 a 3.

Foi a partir deste confronto que a vida de Carlos Tévez na Europa mudou. Nesta temporada ele foi decisivo na reta final da Premier League, quando fez sete gols e ainda deu quatro assistências nas últimas dez partidas. Isso evitou o rebaixamento do West Ham na temporada. E a passagem de Tévez foi tão boa nesta reta final, que após grande atuação contra os Reds Devils, o Manchester United, no Old Traford, Carlitos acabou chamando a atenção de Sir Alex Fergunson, técnico dos Diabos Vermelhos, e já na temporada seguinte deixou Lodres a caminho de Manchester.

Em uma temporada, Carlos Tévez realizou 29 jogos com os The Hammers.

Tévez no Manchester United: Uma passagem com sabor de quero mais

Em agosto de 2007, Carlos Tévez chega a cidade de Manchester para atuar por empréstimo de dois anos em um dos maiores times do mundo, o Manchester United. E a estreia do argentino pelos Diabos Vermelhos aconteceu em um empate de 1 a 1, contra o Portsmouth, em confronto válido pela Premier League.

A temporada 2007-2008 foi uma das melhores de Carlos Tévez na Europa. Praticamente titular em uma equipe muito forte, contava com, entre outros, Cristiano Ronaldo, Wayne Rooney, Ryan Giggs, Berbatov, Rio Ferdinand, Paul Scholes. Naquela temporada o Manchester United conquistou a Premier League, a Supertaça da Inglaterrra e o principal torneio de clubes da Europa: a Champions League.

Manchester United em 2008.

E logo em sua temporada de estreia no United, Carlos Tévez teve alguns brilhos. Uma das que mais marcou foi nas oitavas de finais da Champions League, quando Carlitos marcou um gol no último minuto e empatando o jogo contra o forte Olympique Lyon, de Juninho Pernambucano, e na França. No total, Tévez anotou cinco gols no torneio.

Na final, encontraram o rival londrino do Chelsea, em memorável confronto decidido nas penalidades máximas. Meses depois o United desembarcaria no Japão, onde enfrentariam os equatorianos da LDU, para conquistar o Mundial de Clubes. A passagem de Carlitos Tévez nos Diabos Vermelhos foi muito vitorioso, sendo que em sua segunda temporada com em Manchester, ainda levaram a Premier League, a Taça da Liga Inglesa e a Super Copa da Inglaterra. Ainda vale ressaltar que chegaram na final da Champions League, mas agora foram derrotados pelo Barcelona de Pep Guardiola, Lionel Messi e cia.

Um poderoso trio do United: Cristiano Ronaldo, Rooney e Tévez

Tévez, Rooney e Ronaldo no United.

O Manchester United possui ume excelente time, muito em decorrência de uma case formada e mantida há muitos anos, e que contava com Ferdinand, Giggs e Scholes. Mas o grande diferencial do time estava mesmo no ataque com um trio com fome de bola, jovens e muitos talentosos. Carlos Tévez, Wayne Rooney e Cristiano Ronaldo se complementavam, sendo que para muitos é o melhor trio de ataque de toda a história da Premier League.

Temporada de grandes conquistas, 2007-2008, a primeira do trio juntos, eles foram responsáveis por um total de 79 gols, além de mais 29 assistências para os Red Devils. O português Cristiano Ronaldo marcou 42 gols e deu oito assistências, enquanto Wayne Rooney fez 18 gols com 14 assistências, e já Carlitos Tévez fez 19 gols, com mais nove assistências.

Na temporada seguinte o trio ainda se manteve, mas não com o mesmo brilho da temporada anterior. Tévez já não se sentia tão prestigiado por Sir Alex Fergunson, seu rendimento caiu, e aquele poderoso ataque deixou um gostinho de quero mais na boca do torcedor do United. Ao final de seus dois anos de empréstimo, Carlos Tévez não foi comprado pelo Manchester United e regressou ao West Ham.

Carlos Tévez no United.

Em duas temporadas pelo Manchester United, Tévez atuou em 99 partidas, marcando 34 gols e ainda participando com mais 14 assistências. O argentino conquistou sete títulos com os Diabos Vermelhos.

Troca de lado: Tévez acerta com o rival City

Com os direitos pertencentes ao West Ham, em julho de 2009 Carlos Tévez acabou negociado com o grande rival do Manchester United, o Manchester City. Negociado em definitivo por 29 milhões de euros, algo em torno de 72 milhões de reais, a transação causou a ira dos torcedores dos Reds Devils, que consideraram o atacante um traidor.

Tévez foi contratado no City.

Com a camisa do City, Carlos Tévez estreou no segundo tempo em uma vitória por 2 a 0 contra o Blackburn Rovers, na Premier League. Na temporada 2009-2010, Tévez se tornou a principal referência no ataque dos Cityzens, fazendo dupla de ataque com o brasileiro Robinho.

Na segunda temporada com o City, o argentino continuou sendo o principal destaque dos Citizens, mas ainda não foi o suficiente para fazer a equipe inglesa deslanchar nas competições. Ainda assim ele foi o artilheiro da Premier League e levou o clube a conquista da Copa da Inglaterra. Com a chegada da temporada 2011-2012, Carlitos passou novamente a ter problemas com o técnico. Agora com o italiano Roberto Mancini, foi afastado do clube por causa de suas frequentes viagens à Argentina e as ausências nos treinamentos. E foi justamente neste período de afastamento que o Manchester City se sagrou campeão inglês, sendo que Carlos Tévez jogou em apenas 13 partidas da competição.

Robinho e Tévez no Manchester City.

Após as polêmicas, Tévez passou a figurar no ataque do Manchester City e na temporada 2012-2013 ajudou o time a conquistar a Super Taça da Inglaterra. Mas a relação entre Carlitos e City já não era mais a mesma. Torcedores do Citizens guardaram mágoa do jogador por causa da falta de comprometimento com o clube.

Passagem que durou quatro temporadas, no Manchester City Carlos Tévez entrou em campo num total de 148 jogos, onde marcou 73 gols e deu outras 35 assistências, com três títulos conquistados.

Juventus 2013: Carlos Tévez volta aos holofotes

A saga de Carlos Tévez na Europa teve ainda um capítulo final. Em julho de 2013, ele foi contratado pela Juventus por 9 milhões de euros, o equivalente a 27 milhões de reais. Logo na sua estreia no time italiano, um título da Super Copa da Itália contra a Lazio. Tévez deixou o seu na goleada por 4 a 0. A estreia foi um prenúncio de como seria primeira temporada de Carlitos na Itália. Em grande fase, ele conquistou o título da Série A e, mais do que isso, se sagrou o melhor jogador da Itália.

Na 2ª temporada, Carlitos Tévez conduziu a Juventus a mais um título da Série A italiana, além de conquistar a Copa da Itália. Mas apesar dessas conquistas, e do bom futebol apresentado, em sua passagem na Itália ele não conseguiu garantir para a Vecchia Signora o principal título na Europa, a Liga dos Campeões. Ele até conseguiu chegar na grande final contra o Barcelona

para a Vecchia Signora, que parou na grande final contra o Barcelona. O jogador havia sido importante naquela competição, marcando gol no jogo de ida da semifinal, em vitória contra o poderoso Real Madrid e anotando 7 gols no total.

Como referência no ataque da Juventus, Tevez se tornou um dos jogadores mais badalados do futebol europeu, mas acabou surpreendendo a todos quando anunciou que estaria se transferindo para o Boca Juniors, ao final da temporada 2014-15.

Na Juventus, Carlos Tevez atuou em 96 partidas, marcando 50 gols e dando 19 assistências. Com a Vechia Signora, o jogador conquistou 4 títulos, em duas temporadas.

Como um dos melhores da Europa, Tévez retorna ao Boca Juniors

Carlos Tevez volta para sua casa em julho de 2015, reestreando no La Bombonera contra o Quilmes, pelo campeonato argentino, em vitória por 2 a 1. Em sua volta ao Boca, o jogador disse que dinheiro não compra felicidade.

Em sua segunda passagem pelo Boca Juniors, Tevez conquistou a Copa da Argentina e também o campeonato argentino de 2015. Em 2016, o jogador continuou sendo importante na equipe, com gols importantes que mantiveram seu time na liderança do campeonato argentino.

No final de 2016, Carlos Tevez ficou balançado com a proposta do futebol chinês e deixou o Boca Juniors. Em sua segunda passagem pelo clube, o jogador atuou em 56 partidas e marcou 25 gols, com 12 assistências.

Shangai Shenhua 2017: Tévez se aventura no futebol chinês

Em janeiro de 2017, Carlos Tevez chega ao futebol chinês por 10 milhões de euros, cerca de 40 milhões de reais, para atuar no Shangai Shenhua. Com a transação, Tevez passou a ser o jogador mais bem pago do mundo, com salário de 40 milhões de dólares, superando Messi e Cristiano Ronaldo, que não época eram os melhores do mundo.

A passagem de Tevez pelo futebol chinês foi a mais apagada de sua carreira como jogador. Atuando em apenas 20 partidas, marcando apenas 5 gols e dando 4 assistências. Apesar do título do Shangai Shenhua na Copa da China, a temporada de 2017 não foi boa para Carlos Tevez, que nem participou dos jogos finais da conquista.

Para aposentar: Carlos Tévez retorna ao Boca Jrs

A terceira passagem de Carlos Tevez no Boca Juniors se deu em janeiro de 2018, a custo zero. O jogador retorna ao clube em que a torcida o chamou de traidor, por causa de sua ida à China. Quando saiu da equipe argentina, Tevez disse que jamais retornaria, mas mudou de ideia.

Sua estreia, em mais uma passagem pelo Boca Juniors, foi no Super Clássico contra o River Plate, em derrota por 1 a 0, pelo torneio de verão da Argentina. Na mesma temporada, Tevez se tornou capitão da equipe, mostrando sua influência no clube.

Nos primeiros meses de volta ao clube, Carlos Tevez liderou o Boca Juniors no título do campeonato argentino 2017-18. Na temporada seguinte, Tevez conquistou com sua equipe a Super Copa da Argentina, em vitória nos pênaltis contra o Rosário Central. Na Libertadores daquele ano, o jogador não era tão utilizado e sua equipe parou na final contra o River Plate, em jogo que foi realizado em Madrid, por causa de ataques de torcida ao ônibus do Boca na Argentina.

Na temporada 2019-20, Tevez mostrou o motivo de ser grande ídolo do Boca Juniors. Na última partida do campeonato argentino, o Boca precisava de uma vitória pra cima do Gimnasia de La Plata e de um tropeço do seu rival River Plate. Foi isso que aconteceu e o gol do título do Boca Juniors foi marcado por Carlito Tevez.

A idolatria de Carlos Tévez por Diego Maradona

A grande maioria dos argentinos possuem uma idolatria por Diego Armando Maradona, ainda mais os torcedores do Boca Juniors, com Carlos Tevez não é diferente.

Antes do jogo decisivo contra o Gimnasia de La Plata no campeonato argentino de 2020, Tevez deu um selinho em Maradona, que por acaso, era treinador da equipe adversária.  Ambos já protagonizaram um beijo após a medalha de ouro olímpica da Argentina em 2004, na cidade de Atenas.

Com o falecimento de Maradona, Tevez ficou muito abatido e por isso, o Boca Juniors conseguiu o adiamento de sua partida das oitavas de finais da Libertadores 2020, contra o Internacional. Quando o jogo foi realizado, Tevez marcou o gol da vitória de sua equipe por 1 a 0 no La Bombonera, homenageando Maradona, usando uma camisa retrô de seu ídolo.

Apache: A vida de Tévez vira documentário na Netflix

Em dezembro de 2019, a vida de Carlos Tevez foi contada no documentário “Apache”, no streaming da Netflix, em uma temporada com 8 episódios.

O documentário foca na infância e adolescência de Carlos Tevez, mostrando os problemas sociais em que o jogador vivia no Forte Apache, rodeado por criminalidade e violência. A trajetória do atleta em clubes juvenis e as dificuldades até a chegada ao Boca Juniors são mostradas nessa série documental.

Amigos de infância de Tevez também são retratados no documentário, além de seus tios que o adotaram e o apoiaram para que ele chegasse ao profissional.

Um Capítulo à parte: Carlos Tévez e a seleção Argentina

Com a seleção principal da Seleção Argentina, Tevez estreou aos 20 anos de idade, em vitória contra o Equador, em março de 2004, nas eliminatórias da Copa do Mundo.

Na sequência de sua carreira na seleção, Carlos Tevez passou por altos e baixos, participando de 4 Copas Américas, uma Copa das Confederações e de duas Copas do Mundo. Após errar um pênalti na final da Copa América de 2011, Tevez ficou sem ser convocado, retornando apenas no final de 2014.

Tevez ficou de fora da Copa do Mundo no Brasil e as suspeitas eram de que ele havia se desentendido com Lionel Messi. Esse boato foi desmentido pelos dois atletas e Carlito Tevez disse que não foi convocado pela Argentina por sua própria má postura.

O último jogo de Carlos Tevez pela Argentina foi em 2015, nas eliminatórias, em empate sem gols contra o Paraguai. Pela seleção, o jogador atou em 75 partidas, com 13 gols marcados e 12 assistências.

 

REFERÊNCIAS:

https://www.transfermarkt.com.br/carlos-tevez/profil/spieler/4276

https://www.transfermarkt.com.br/carlos-tevez/leistungsdatenverein/spieler/4276

https://www.transfermarkt.com.br/carlos-tevez/nationalmannschaft/spieler/4276

https://www.transfermarkt.com.br/carlos-tevez/erfolge/spieler/4276

https://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/05/16/messi-apontado-como-pivo-da-exclusao-de-tevez-na-copa.htm

https://lifebogger.com/pt/Carlos-Tevez-inf%C3%A2ncia-hist%C3%B3ria-plus-untold-biografia-fatos/

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/campeonatos/libertadores/ultimas-noticias/2018/10/31/a-la-adriano-tevez-estreita-lacos-com-favela-da-infancia-em-volta-ao-boca.htm

http://www.espn.com.br/noticia/509190_por-us-10-mil-martinez-virou-tevez-e-traiu-nanico-por-boca-juniors

https://www.conmebol.com/pt-br/15-anos-da-estreia-de-carlos-tevez-no-boca

https://calciopedia.com.br/2013/06/esse-cara-sou-eu.html

https://noticias.uol.com.br/ultnot/2004/12/18/ult28u34931.jhtm

https://www.ogol.com.br/player_seasons.php?id=4653

https://www.corinthians.com.br/noticias/ha-15-anos-carlitos-tevez-estreava-pelo-corinthians-com-estadio-lotado-e-vitoria

https://www.campeoesdofutebol.com.br/brasileiro_historia3.html

https://www.goal.com/br/not%C3%ADcias/corinthians-7-x-1-santos-no-brasileiro-de-2005-gols-dia/ftvlj3p5qyt61mqyylls5a0vj

https://premierleaguebrasil.com.br/tevez-west-ham/

https://www.ogol.com.br/player_seasons.php?id=5470

https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/cr7-tevez-e-rooney-superam-trio-do-liverpool-como-maior-ataque-da-premier-league-opina-gary-neville.ghtml

https://www.lance.com.br/todos-esportes/odio-tevez-une-torcedores-rivais-manchester.html

http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-argentino/noticia/2015/07/tevez-volta-falar-como-jogador-do-boca-por-mim-ja-teria-entrado-ontem.html

http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/2016/12/tevez-deixa-o-boca-juniors-e-e-mais-um-que-vai-jogar-na-china.html

http://www.espn.com.br/noticia/752545_tevez-faz-o-que-disse-que-nao-faria-voltar-para-o-boca-relembre-a-promessa

https://extra.globo.com/esporte/tevez-beija-maradona-na-boca-em-reencontro-com-idolo-24292822.html

https://www.meutimao.com.br/forum-do-corinthians/bate-papo-da-torcida/820260/o-fim-de-tevez

https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2015/06/12/tevez-ri-de-polemica-com-messi-e-admite-erro-em-postura-que-o-tirou-da-copa.htm

https://terceirotempo.uol.com.br/que-fim-levou/carlos-tevez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *